Eduardo Bolsonaro defende que sua sabatina para embaixador não seja secreta

O parlamentar se reuniu nos últimos dias com senadores. Nesta quinta (15), Eduardo Bolsonaro afirmou estar 'muito esperançoso'

Eduardo BolsonaroEduardo Bolsonaro - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu nesta quinta-feira (15) que a sabatina na Comissão de Relações Exteriores que deve analisar sua indicação para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos não seja secreta, para que a população possa acompanhá-la.

Dispositivos na Constituição e no regimento do Senado determinam que essas sabatinas sejam secretas -quando apenas senadores podem participar-, mas tradicionalmente essas sessões são transmitidas e podem ser acompanhadas por visitantes e jornalistas.

"Uma pessoa me falou sobre essa possibilidade [de a sabatina ser secreta], mas não é o que eu pretendo. Eu acho que há um interesse público de assistir a essa sabatina e eu acredito que é até um ato democrático você expor, não só para os senadores que vão votar, mas para a população brasileira, tudo o que está acontecendo ali dentro", declarou Eduardo.

Leia também:
Eduardo Bolsonaro anuncia 'maior evento conservador do mundo' no Brasil
Lewandowski rejeita pedido para suspender indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada
Sabatina de Eduardo Bolsonaro para embaixada pode ser secreta
Deputado Eduardo Bolsonaro diz que será o embaixador mais cobrado do mundo

O parlamentar se reuniu nos últimos dias com senadores. Segundo contou, esteve recentemente com Irajá (PSD-TO), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Espiridião Amim (PP-SC), Mailza Gomes (PP-AC) e Vanderlan Cardoso (PP-GO).

Na semana passada, ele também se reuniu com o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Nelsinho Trad (PSD-MS) e com o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), favorito para relatar sua indicação.

A expectativa é que o presidente Jair Bolsonaro designe em breve seu filho para a embaixada em Washington. Depois de formalizada a indicação, Eduardo precisará passar por uma sabatina na Comissão de Relações Exteriores e por duas votações: uma no colegiado (de caráter consultivo) e outra no plenário da Casa.

O próprio presidente reconheceu nesta quarta-feira (14) que há dificuldades para a aprovação do nome do seu filho. Bolsonaro disse que soldagens do Planalto apontam para uma "vantagem apertada" e que o governo não pode correr riscos.
Nesta quinta, Eduardo Bolsonaro afirmou estar "muito esperançoso".

"As conversas que eu tenho tido [com os senadores] são animadoras. Certamente a sabatina vai ser um momento crucial, em que vou poder demonstrar meu conhecimento, habilidades a minha competência para assumir esse tão importante cargo", disse o deputado a jornalistas.

"E se eu for merecedor dos votos dos senadores, certamente chegarei nos Estados Unidos com todo o gás para bem representar os interesses do Brasil", concluiu.

Veja também

Motoboy responsável por vídeo: Ele foi ficando roxo, e funcionários perguntaram quem media pulsação
Beto Freitas

Motoboy responsável por vídeo: Ele foi ficando roxo, e funcionários perguntaram quem media pulsação

Um dia após visita de Bolsonaro, curto circuito provoca explosões em rede no Amapá
amapá

Um dia após visita de Bolsonaro, curto circuito provoca explosões em rede no Amapá