'Ele deve se limitar à função de astrólogo', diz Mourão sobre Olavo

Para o general da reserva, o ideólogo de direita não deveria comentar sobre assuntos que não conhece

Vice-presidente Hamilton MourãoVice-presidente Hamilton Mourão - Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O vice-presidente Hamilton Mourão rebateu nesta segunda-feira (22) as críticas feitas à classe militar pelo escritor Olavo de Carvalho. Para o general da reserva, o ideólogo de direita não deveria comentar sobre assuntos que não conhece e se limitar à função de astrólogo.

O escritor estudou astrologia e é considerado uma espécie de guru dos filhos do presidente Jair Bolsonaro e de ministros do chamado núcleo ideológico do governo, como Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Abraham Weintraub (Educação). "Eu acho que ele deve se limitar à função que ele desempenha bem, que é de astrólogo. Ele pode continuar a prever as coisas, que ele é bom nisso", disse Mourão.

No sábado (20), um vídeo em que Olavo fazia críticas a aliados de Bolsonaro, sobretudo militares, foi publicado no canal oficial do presidente no Youtube. Após repercussão negativa, ele foi apagado no domingo (21), conforme antecipou o Painel. Na gravação, o escritor questiona a contribuição das escolas militares para o país e diz que o regime militar "destruiu os políticos de direita".

Leia também:
Mourão vê censura do STF a revista e diz que falta bom senso ao Judiciário no caso
Frustração precoce com gestão Bolsonaro retarda retomada da economia
Bolsonaro comemora 'mergulhada' e posta foto com mãe no litoral de SP


Mourão disse que Bolsonaro não deve ter assistido ao vídeo antes da publicação e afirmou que o discurso de Olavo demonstra seu "total desconhecimento" sobre como funciona o ensino militar. "Alguém deve ter postado na rede dele. E, em relação ao Olavo de Carvalho, mostra o total desconhecimento dele de como funciona o ensino militar. Acho que é até bom a gente convidá-lo a ir a nossas escolas e conhecer."

A troca de críticas entre os seguidores do escritor, os chamados olavistas, e os militares tem ocorrido desde o início do governo e levado o presidente a gastar seu capital político para arrefecer a disputa.

Recentemente, Olavo incentivou o deputado federal Marco Feliciano (Pode-SP) a apresentar um pedido de impeachment contra Mourão. Mourão disse ainda que Olavo não está entendendo o que acontece atualmente no Brasil e ressaltou que a sua posição não tem contribuído com o governo.

"O Olavo perdeu o timing, não está entendendo o que está acontecendo no Brasil. Até porque ele mora nos Estados Unidos e não está apoiando e sendo bom ao governo", disse.

Veja também

Câmara de Petrolina concederá título de cidadão petrolinense a Bolsonaro
blog da folha

Câmara de Petrolina concederá título de cidadão petrolinense a Bolsonaro

STF invalida uso de delação de Palocci divulgada por Moro em ação penal contra Lula
justiça

STF invalida uso de delação de Palocci divulgada por Moro em ação penal contra Lula