Eleições: sobe para 1.285 número de urnas eletrônicas com defeito

Com 134 urnas defeituosas, Pernambuco registrou o terceiro maior volume de falhas

Urna eletrônicaUrna eletrônica - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernabuco

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizou, há pouco, para 1.285 o número de urnas eletrônicas que apresentaram defeito e precisaram ser substituídas em todo o país até as 16h deste domingo (7). O número representa 0,025% do total de urnas utilizadas no pleito deste ano. Uma cidade, Três Coroas, no Rio Grande do Sul, passou a adotar a votação manual, segundo informações do tribunal.

Leia também:
Primeiro boletim do TRE mostra Paulo Câmara com 60,48% dos votos
TRE de Minas Gerais divulga vídeo afirmando que erro em urna é falso; veja


Os estados que tiveram maior número de urnas com defeito foram Minas Gerais (366), Rio de Janeiro (138), Pernambuco (134), São Paulo (115), Sergipe (60), Rio Grande do Sul (57) e Tocantins (34).

A Justiça Eleitoral também registrou a prisão de dois candidatos: um em São Paulo, por propaganda eleitoral, que é proibida no dia da eleição; outro no Rio Grande do Sul, por fazer boca de urna. Ao todo 146 pessoas foram presas até o momento.

A votação se encerrou às 17h, conforme horário local de cada região. São 147.302.357 brasileiros aptos a escolher o presidente da República, os governadores de 26 estados e do Distrito Federal, 54 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

Veja também

Seca avança em Pernambuco e atinge mais de dois terços do território
Monitor de secas

Seca avança em Pernambuco e atinge mais de dois terços do território

Sociedades precisam repensar futuro para superar autoritarismo, diz Timothy Snyder
Projeções

Sociedades precisam repensar futuro para superar autoritarismo, diz Timothy Snyder