Lula foi um dos articuladores de esquema na Petrobras, diz relator

João Pedro Gebran começou a falar especificamente sobre a suposta reserva do tríplex de Guarujá ao ex-presidente Lula

Juiz João Pedro Gebran NetoJuiz João Pedro Gebran Neto - Foto: Divulgação

João Pedro Gebran Neto, relator no caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF-4, citou a influência de Lula sobre a nomeação de diretores da Petrobras e lembrou depoimentos de delatores.

"Há provas acima de razoáveis de que o ex-presidente foi um dos articuladores, senão o principal, de um amplo esquema de corrupção. As provas aqui colhidas levam à conclusão de que no mínimo tinha ciência e dava suporte àquilo que ocorria no seio da Petrobras, destacadamente a destinação de boa parte das propinas para o Partido dos Trabalhadores. Episódios como a nomeação de [ex-diretores] Paulo Roberto Costa, Nestor Cerveró e Jorge Zelada entre outros, não deixam margens de dúvidas de sua intensa ação dolosa no esquema de propinas."

Leia também
'Lamentavelmente, Lula se corrompeu', diz procurador em julgamento no TRF4
Advogado de Lula reclama de censura e critica Moro


Triplex
Após uma hora e meia de leitura de voto, o relator João Pedro Gebran Neto começou a falar especificamente sobre a suposta reserva do tríplex de Guarujá ao ex-presidente Lula. Até agora, ele já rejeitou as preliminares encaminhadas pela defesa e disse que o petista foi um dos articuladores ou o "mantenedor" do esquema de corrupção na Petrobras.

Ele citou como argumentos depoimentos de delatores, como Pedro Corrêa e Fernando Soares. O voto de Gebran caminha para manter a condenação de prisão determinada por Sergio Moro. Para Gebran, tudo o que envolve o imóvel do Guarujá ocorreu de forma muito fora do padrão do mercado imobiliário.

Assista o julgamento ao vivo:


Veja também

Bolsonaro veta projeto de lei que previa indenização a profissionais de saúde
Coronavírus

Bolsonaro veta projeto de lei que previa indenização a profissionais de saúde

Adversários mostram cartão de visitas a Patrícia Domingos
Edmar Lyra

Adversários mostram cartão de visitas a Patrícia Domingos