O PSB esquece Lula e vai atrás de Joaquim Barbosa

O senador Humberto Costa está correndo o risco de levar o PT para o isolamento

O PT pernambucano recebeu com surpresa a notícia de que oito deputados federais do PSB convidaram o ex-ministro Joaquim Barbosa para ser o candidato do partido à Presidência da República nas eleições do próximo ano. Da comitiva que fez o convite fizeram parte os pernambucanos Danilo Cabral e Tadeu Alencar numa clara demonstração de que o PSB de Pernambuco não estaria mais fazendo fé na candidatura do ex-presidente Lula à sucessão de Michel Temer. O convite ao ex-ministro foi avalizado pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, que está à procura de candidato próprio e só o levará para os braços de Lula se não houver outra alternativa. Essa movimentação do PSB deve estar preocupando Humberto Costa, que estaria apostando no retorno do seu partido à Frente Popular com duas finalidades: garantir sua candidatura à reeleição na chapa do governador Paulo Câmara e o apoio do PSB nacional à candidatura lulista. Porém, como o PSB perece ter perdido o interesse numa aliança com os petistas, o senador está correndo o risco de levar o seu partido para o isolamento - ou seja, rejeita o movimento “Pernambuco quer mudar” e seria rejeitado pelo PSB.

Escuridão
Hoje faz exatos 49 anos que o Brasil mergulhou na escuridão. Em 13/12/1968, o então presidente Arthur da Costa e Silva, general de Exército, editava o Ato Institucional nº 5 que suprimiu as liberdades democráticas e atirou o país numa ditadura.

Renúncia > Alegando falta de tempo para cuidar dos negócios do filho, a vice-prefeita de Aracoiaba (CE), Maria Valmira Silva de Oliveira, conhecida como “Dona Biu”, mãe do cantor Wesley Safadão, renunciou ontem ao cargo de vice-prefeita do município.

Sufoco > Apesar das constantes quedas do FPM, o prefeito de Limoeiro, João Luiz Filho (PSB), o “Joãozinho”, pagou ontem o 13º do funcionalismo e anunciou R$ 40 milhões em obras com recursos do município, do Governo do Estado e do Governo Federal.

O ausente >
A deputada Laura Gomes (PSB), diz que faltou apenas Michel Temer no ato público das oposições denominado “Pernambuco quer mudar”. Já o ex-governador João Lyra Neto (PSDB) definiu o ato como “o maior movimento político que houve em PE nos últimos anos”.

Dívida > Do radialista Geraldo Freire após receber ontem no TCE a Medalha Nilo Coelho: “Pernambuco está devendo uma homenagem a dois dos seus ilustres filhos: Reginaldo Rossi, que cantou o Recife como ninguém, e Cid Sampaio (ex-governador)”.

Oposições > Caso não haja acidente de percurso, o movimento “Pernambuco quer mudar” deverá agregar mais quatro partidos até abril do próximo ano: PMDB, PPS, PSC e Avante. Com probabilidade de agregar também o PR, caso esse partido saia do controle de Sebastião Oliveira.

Paladino > O ex-ministro Gustavo Krause diz ter “horror” a “paladino” e os fatos lhe dão razão. Ontem, a 1ª Turma do STF aceitou denúncia contra o senador José Agripino (DEM-RN), que se comportava no Senado como “paladino da ética”, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Veja também

OMS recorda necessidade de "procedimentos rigorosos" após anúncio de vacina russa
Coronavírus

OMS recorda necessidade de "procedimentos rigorosos" após anúncio de vacina russa

Campanha entrega itens de proteção à Covid-19 a jovens do sistema socioeducativo
Pandemia

Campanha entrega itens de proteção à Covid-19 a jovens do sistema socioeducativo