Operação do MP prende Garotinho e Rosinha, ex-governadores do Rio

Mais três pessoas também são alvo da ação, que investiga esquema fraudulento de construção de moradias populares

Garotinho e Rosinha, ex-governadores do RioGarotinho e Rosinha, ex-governadores do Rio - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio de Janeiro (Gaeco/MPRJ) prendeu nesta terça-feira (3) o casal de ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho. Mais três pessoas também são alvo da ação, que investiga esquema fraudulento de construção de moradias populares. 

A Operação Secretum Domus cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro e Campos dos Goytacazes, no norte do estado.

Leia também:
Dodge pede ao STF suspensão de decisões que possam anular sentenças da Lava Jato
TSE julga Garotinho inelegível e o afasta de campanha a governo do Rio

Segundo a denúncia oferecida à 2ª Vara Criminal de Campos, investigações mostraram superfaturamento em contratos entre a prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht, para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e II, durante a gestão de Rosinha Garotinho como prefeita do município do norte fluminense (de 2009 a 2016).

Veja também

Bretas diz que há um mês pediu a retirada de sua imagem da propaganda eleitoral de Crivella
justiça

Bretas diz que há um mês pediu a retirada de sua imagem da propaganda eleitoral de Crivella

CNJ autoriza realização de audiências de custódia virtuais
justiça

CNJ autoriza realização de audiências de custódia virtuais