PF prende deputado federal que tentava entrar no Paraguai

João Rodrigues (SD-SC), foi condenado a cinco anos e três meses por dispensa irregular de licitação, um caso que se arrastava desde 2009 no STF

João Rodrigues (PSD-SC)João Rodrigues (PSD-SC) - Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (8) no aeroporto de Guarulhos (SP) o deputado federal João Rodrigues (SD-SC), condenado a cinco anos e três meses por dispensa irregular de licitação, um caso que se arrastava desde 2009 no Supremo Tribunal Federal (STF) e não tem ligação com a Operação Lava Jato.

A PF informou ter apurado, com apoio das suas adidâncias policiais nos EUA e no Paraguai, que o deputado "se encontrava no exterior e havia modificado seu bilhete de passagem, alterando o destino final do Brasil para o Paraguai".

Leia também:
Supremo manda PF prender deputado condenado em segunda instância


A PF informou ao ministro do STF Alexandre de Moraes que havia risco de a pena prescrever no próximo dia 12, e por isso o ministro autorizou a inclusão do nome do deputado na difusão vermelha da Interpol, o que permitiu a captura do parlamentar. Com a ordem do ministro, o deputado foi impedido de entrar no Paraguai e direcionado em um voo para Guarulhos, onde foi preso.

Rodrigues fora condenado em 2009 pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS). No último dia 6, a Primeira Turma do STF não acolheu o último recurso do parlamentar e determinou a prisão.

Veja também

Promotoria pede destituição de direção da FGV por suposta fraude na gestão Cabral
rio de janeiro

Promotoria pede destituição de direção da FGV por suposta fraude na gestão Cabral

Barroso fará convite para OEA acompanhar eleições municipais
justiça

Barroso fará convite para OEA acompanhar eleições municipais