PSL decide expulsar deputado Alexandre Frota após críticas a Bolsonaro

Além disso, ele perdeu o comando do diretório municipal de Cotia

Alexandre FrotaAlexandre Frota - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O PSL decidiu em reunião nesta terça-feira (13) expulsar o deputado Alexandre Frota (SP) da legenda. A situação de Frota no partido se complicou nos últimos meses, e o deputado foi retirado da vice-liderança do partido na Câmara e da comissão da reforma tributária.

Além disso, ele perdeu o comando do diretório municipal de Cotia. No segundo turno da reforma da Previdência, o deputado se absteve de votar. Ele havia chegado a ser o coordenador do PSL na comissão especial da Previdência. Expulso, Frota não poderá ser acusado de infidelidade partidária e pode buscar uma outra legenda. Segundo informou a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, duas novas casas possíveis são o PSDB e o DEM.

Leia também:
Bolsonaro escolhe militares e filiados ao PSL para comissão de mortos e desaparecidos
PSL muda de posição e apresenta proposta para desidratar Previdência


Em abril, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Frota fez críticas ao governo, num reflexo das dificuldades do Executivo com o Congresso após cem dias de mandato.
Integrante da tropa de choque de Bolsonaro (PSL) durante a campanha de 2018, o deputado disse que o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, era o maior responsável pela falha na articulação política. Ainda segundo Frota, o escritor Olavo de Carvalho, que deveria ter tido seu espaço reduzido por Bolsonaro, tinha mais influência do que os militares.

Veja também

Câmara de Petrolina concederá título de cidadão petrolinense a Bolsonaro
blog da folha

Câmara de Petrolina concederá título de cidadão petrolinense a Bolsonaro

STF invalida uso de delação de Palocci divulgada por Moro em ação penal contra Lula
justiça

STF invalida uso de delação de Palocci divulgada por Moro em ação penal contra Lula