'Vira a página', diz Mourão ao ser questionado sobre críticas de Carlos Bolsonaro

A declaração do vice ocorre em meio a uma série de críticas feitas por Carlos a ele por meio das redes sociais

Vice-presidente Hamilton MourãoVice-presidente Hamilton Mourão - Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira (24) que a troca de farpas entre ele e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) é página virada.

"O que é que eu falei ontem? Quando um não quer, dois não brigam, tá bom. Então, esse assunto, vira a página", disse ao chegar ao Palácio do Planalto na volta de um almoço com embaixadores da União Europeia.

A declaração do vice ocorre em meio a uma série de críticas feitas por Carlos a ele por meio das redes sociais. Mesmo após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ter afirmando na terça (23) que queria colocar um "ponto final" na história entre seu filho e o vice, o vereador segue com publicações críticas.

Leia também:
Filho de Bolsonaro diz que 'jogo' do general Mourão está muito claro
Bolsonaro se recusa a enquadrar filho, que reabre crise com Mourão

Nesta quarta, em uma das postagens sobre Mourão, Carlos disse ser "estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o presidente", como o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL). O filho do presidente ainda escreveu: "Lembro que não estou reclamando do vice só agora e tals... são apenas informações!"

Na terça, ao deixar seu gabinete no Palácio do Planalto, Mourão afirmou que adotaria uma postura de não criar um confronto e exemplificou com um ditado popular.

"Todo mundo emite a sua opinião, tal e coisa. A minha mãe sempre dizia uma coisa: 'Quando um não quer, dois não brigam'. Está certo? Então, essa é a minha linha de ação. Vamos manter a calma", disse.

Mourão foi aconselhado por militares do governo a ser mais cauteloso e parar de dar declarações à imprensa e de fazer postagens e curtidas nas redes sociais.

Inicialmente, o grupo de generais saiu em defesa do vice depois de Carlos ter postado um vídeo em que o escritor Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro, critica militares.

A continuidade de declarações de Mourão, contudo, incomodou a eles, que pediram novamente que cessassem as falas.

Ainda nesta quarta, o vice disse que é assunto de pai e filho e não quis comentar o silêncio de Bolsonaro nas redes sociais nos últimos dias.

Logo depois da declaração, Mourão participou de um evento de sanção de lei no Planalto. Ele e o presidente desceram a rampa lado a lado para dar ares de normalidade na relação de ambos.

Veja também

Mourão defende militares na Saúde, mas diz que Pazuello deve sair em agosto
governo

Mourão defende militares na Saúde, mas diz que Pazuello deve sair em agosto

Novo exame de Bolsonaro dá positivo para coronavírus, e presidente deve manter isolamento
bolsonaro

Novo exame de Bolsonaro dá positivo para coronavírus, e presidente deve manter isolamento