LUTO: morre o empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho

Ele faleceu em casa, aos 92 anos, nesta terça-feira (2)

O ex-ministro deixa um grande legado à história de Pernambuco e do Brasil O ex-ministro deixa um grande legado à história de Pernambuco e do Brasil  - Foto: Folha PE

Os mundos político e social do Estado e do País de luto com a morte do empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho. Ele faleceu na manhã desta terça-feira (2), em casa, aos 92 anos. Genro do ex-governador Agamenon Magalhães, Armando Monteiro Filho dividiu as atividades de empresário com a política. Foi deputado estadual, deputado federal e ministro da Agricultura no governo João Goulart.

Casado com Do Carmo Monteiro, é pai de seis filhos: o presidente do Grupo EQM, Eduardo Monteiro, Maria Lectícia, Sérgio (falecido aos 15 anos), Horácio, Cláudio, e o senador Armando Monteiro Neto (PTB). 

VELÓRIO 

Família e amigos reúnem-se nesta terça-feira (2), das 16h às 19h, na Capela Nossa Senhora das Graças, no Instituto Ricardo Brennand, para a despedida. Nesta quarta (3), haverá missa no Cemitério Morada da Paz, às 10h, e, depois, às 11h, cremação. 

HISTÓRIA

Filho de Armando de Queiroz Monteiro e de Maria José Dourado de Queiroz Monteiro, estudou engenharia na Universidade do Recife, ingressando em 1945. Participou ativamente da política estudantil. Em 1954 foi eleito o deputado federal mais votado em Pernambuco. Foi ministro da agricultura no governo de João Goulart, de 8 de setembro de 1961 a 26 de junho de 1962, nomeado pelo então primeiro-ministro Tancredo Neves.

Leia mais:  Morre o empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria