Borbulhas

Espumante nacional - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

É uma praxe, que vou cumprir, mas não que o momento indique. Em reverência às centenas de milhares de brasileiros mortos pela COVID-19 e por desprezo ao despreparo e descaso dos governantes com a população, essa coluna deveria ter apenas uma tarja preta. Bem que nossas autoridades mereciam e expressaria melhor o que foi esse trágico ano de 2020. Tantas pessoas boas e queridas se foram, leitor! Aproveitando esse espaço para fazer um saudoso e respeitoso brinde a todos elas. Que descansem em paz. Se a temática de minha coluna fosse outra, poderia também falar da leviana irresponsabilidade das mídias. Ah, as mídias... Particularmente os telejornais e as redes sociais, que com seus mitos e inverdades, fizeram tanto mal à boa condução médica dessa pandemia. Mas vou me esforçar para suplantar essas angústias e exercer o otimismo, inerente ao momento. Vou também assumir um espírito nacionalista e destacar produtos brasileiros. Nossos espumantes, cuja qualidade é reiteradamente reconhecida nas avaliações internacionais, não poderiam estar melhor representados que pela vinícola Miolo. Todos conhecem essa empresa, que se sobressai no cenário vitivinífero brasileiro. Pois hoje quero mencionar sua linha Cuvée Tradição, elaborada pelo tradicional método “champenoise”. Conheço quatro tipos, todos feitos a partir das clássicas uvas Chardonnay e Pinot Noir, tal qual os verdadeiros champanhes franceses.

A Cuvée Brut é envelhecida por 12 meses nas caves da Miolo e, como o nome induz, é seca, com alta frescor no paladar. A Cuvée Brut Rosé envelhece por seis meses e se destaca por sua bela cor e seu aroma frutado. Para os que preferem um gosto mais adocicado - reconheço, não é a minha seara, exceto para acompanhar uma sobremesa - há o Cuvée Demi-Sec, que possui maior açúcar residual. Por fim, a Cuvée Nature. Como o nome infere, são mais “naturais”, não recebendo o licor de expedição (açucarado) no final do processo. Algumas vinícolas aliam a isso uma melhor seleção das castas e um maior tempo de amadurecimento, como é o caso deste espumante, envelhecido por 18 meses, que lhe confere mais corpo. Todos eles podem ser encontrados na Casa dos Frios, na Tia Dulce, na Atacamax e na 4 Elementos. Pronto, amigo, você já tem aí minha sugestão de uma ampla e variada gama de espumantes para celebrar a passagem do ano. Que se vá e nunca volte, 2020! Que venha 2021 com menos demagogia populista e mais responsabilidade das nossas autoridades, em todos os planos federativos. Venha também a tão sonhada vacina. Porém, não adianta pensar que ela fará tudo. Fiquem certos, leitores, não nos livraremos, nem dessa nem das futuras epidemias, sem um maior envolvimento da sociedade, com um comportamento sanitário mais responsável e solidário. Façamos, muito bem feita, nossa parte, pois a depender dos nossos políticos... Você sabe, né? Feliz Ano Novo, amigo. Que Deus nos ilumine! Tim, tim, brinde à vida.

Veja também

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA
Mundo

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China
Resgate

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China