EducaVinhos

Conheça uma das maiores escolas do mercado de vinhos

EducaVinhos - Foto: Pixabay

Leitor, não é erro de digitação (antigamente se dizia datilografia, não era?). É assim mesmo. Trata-se de uma comunidade de empreendedores com a meta de expandir a cultura do vinho através da qualificação, da transformação de profissionais e do auxílio a empresas que queiram aumentar sua performance de vendas por canais físicos (lojas e adegas) e digitais (“e-commerces” e “deliveries”). Fundada em 2020 por três profissionais, que uniram seus múltiplos conhecimentos na área, Diego Bertolini, Tadeu Silva e Gustavo Tadeu hoje dirigem uma das maiores escolas do mercado de vinhos, ajudando pessoas comuns a criarem e desenvolverem o seu próprio negócio. A EducaVinhos já acumula mais de 1.300 alunos no Brasil, Argentina, Chile, Portugal e Itália. 

Uma das suas iniciativas foi promover a junção de sete empreendedores do Rio Grande do Norte, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul para realizarem a primeira importação coletiva exclusiva para pequenas empresas, uma iniciativa inédita no setor. Essa união traz claros benefícios. Uma compra conjunta gera melhor negociação de valores com o vendedor e um menor custo de importação, ao ratear transporte, embalagem, etc, acarretando redução no preço final para o consumidor - esperamos que sim, né amigo? Para viabilizar a aquisição coletiva das caixas dos vinhos a serem comercializados, a EducaVinhos firmou parceria com a Smurfit Kappa, um dos principais fornecedores de soluções para embalagem sustentável de papelão no mundo. Bem, essa é a ideia do empreendimento. Que nós aplaudimos e estimulamos, pois o dragão da inflação está aí, metendo a mão no nosso bolso. 

A primeira experiência uniu as empresas Wine DOC (RJ), Reyes de La Bodega (SP), Vinha Vino (RN), Emporium du Vin (PE), Winedoc, Villa Borghetto (RS) e Casa Merlot Empório (SC), que importaram garrafas dos vinhos Aeros Cabernet Sauvignon 2020, Aeros Carmenère 2020 e Aeros Reserva Cabernet Sauvignon 2019. Os três rótulos foram elaborados pela nossa velha conhecida vinícola Morandé, do Chile. A escolha pelos vinhos Aeros considerou critérios técnicos e de precificação. A EducaVinhos fez uma pesquisa entre os alunos e o Chile foi a origem mais mencionada. A partir daí, quatro vinícolas foram selecionadas, seus vinhos degustados e a marca Aeros foi a eleita. Pude degustar o Aeros Reserva Cabernet Sauvignon 2019. Que é produzido sob cuidadoso processo de vinificação e leve envelhecimento em madeira, atingindo bem seu objetivo: um vinho de bela cor, com nariz e boca frutadas, bem agradável de beber. Com preço em torno dos R$90,00. Os outros dois vinhos à disposição do mercado, jovens e também igualmente agradáveis, ficam na faixa de R$80. Acho que a relação qualidade-preço está de bom tamanho, mas você, leitor, fica com a palavra. Vá lá, prove e dê sua opinião, pois o consumidor de vinho é o soberano. Eu sou só um “pitaqueiro”. Quer o caminho das pedras?  emporiumduvin. Acesse, faça seu pedido e depois me fale. Tim, tim, brinde à vida.

Veja também

Governo acaba com restrição de entrada de passageiros vindos de seis países africanosSaúde

Governo acaba com restrição de entrada de passageiros vindos de seis países africanos

Inscrições para Exame Revalida 2022/1 terminam nesta sexta-feira (21)Oportunidade

Inscrições para Exame Revalida 2022/1 terminam nesta sexta-feira (21)