Câmara julgará o Impeachment do prefeito afastado Demóstenes Meira

Preso desde 20 de junho de 2019, o prefeito afastado de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), poderá sofrer Impeachment imposto pela Câmara de Vereadores. Os 13 parlamentares do município levarão ao plenário da Casa, no próximo dia 14 de novembro.
  
Nos bastidores do legislativo municipal, existem comentários de que pelo menos 11 vereadores votariam a favor do impeachment do gestor. Ele foi preso depois da deflagração da Operação Harpalo realizada pela Polícia Civil, que investiga a prática de crimes de fraude em licitação, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro. No período da prisão foram apreendidos carros de luxo e diversos documentos.

Desde a sua prisão, a então vice-prefeita Nadegi Queiroz (SD) assumiu o cargo.

Demóstenes Meira sendo encaminhado para exame de corpo de delito, no IML. De lá, irá para o Cotel

Demóstenes Meira foi preso no dia 20 de junho de 2019 - Crédito: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

Veja também

Nova York stampa slogan 'Black Lives Matter' em frente à Trump Tower
Black lives matter

Nova York stampa slogan 'Black Lives Matter' em frente à Trump Tower

Nem metade dos militares que recebeu indevidamente auxílio emergencial devolveu dinheiro
auxílio emergencial

Nem metade dos militares que recebeu indevidamente auxílio emergencial devolveu dinheiro