FBC passa a admitir duas candidaturas da oposição

Fernando Bezerra Coelho, do MDB, é o líder do Governo Bolsonaro - Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Após o segundo evento das oposições, realizado em Petrolina, no último sábado, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), que pretende disputar a eleição de governador, passou a admitir que o bloco pode apresentar duas candidaturas. Em entrevista à Rádio Folha 96,7 FM, nesta quarta-feira (31), colocou que o grupo ainda trabalha com a possibilidade de escolher um só nome. Mas, deixou claro que “se o conjunto da frente chegar à decisão de que deve apresentar duas candidaturas, digo logo que uma é minha”.

Hoje, o senador ainda acha que o melhor caminho para o grupo seria uma candidatura única, em função do crescimento da pré-candidatura de Marília Arraes (PT), que poderia levar o pleito para o segundo turno. “Acreditamos que a candidatura do PT ganhou força nos últimos 60 dias. Existe hoje um trabalho mostrando que a base do PT faz uma forte oposição ao governo Paulo Câmara. Existe a candidatura legítima de Marília Arraes. Me parece que o cenário aponta para a consolidação dela”, afirmou.

Leia também
Armando e FBC disputam quem é o mais 'animado' da oposição
'Pernambuco quer mudar' tem tom ácido e discurso sobre unidade
Marília Arraes ganha impulso para consolidar candidatura


Mas, se em outro momento Bezerra Coelho chegou a dizer que seria “o candidato” da oposição e que iria ganhar o pleito, agora já considera que o bloco pode oferecer dois nomes. “Se de fato esse conjunto da frente chegar à decisão que deve apresentar duas candidaturas, digo logo que uma é minha. Porque teremos condições de reunir apoio suficiente para construir uma alternativa dentro desse campo. Mas se a decisão for para formar um único conjunto, estamos dispostos a marchar com uma candidatura que pode não ser a minha”, destacou.

Duelo de frevo
No evento de Petrolina, FBC disse, em seu discurso, que estava preparado e era o “mais animado” do grupo para encarar o pleito. Mas o senador Armando Monteiro (PTB) também coloca o seu nome no páreo. Tanto que chegou a chamar Bezerra Coelho para um duelo de frevo, “para ver quem é o mais animado”. Questionado sobre o convite, FBC disse que “o senador Armando se arriscou muito, porque eu já dancei muito frevo. Se houver esse concurso, eu vou ganhar”, brincou.