Fernando Monteiro apresenta projeto 'Roça Solar' a ministro de Minas e Energia

Ministro Bento Albuquerque se comprometeu em disponibilizar Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE) para realizar estudos para o projeto - Divulgação

O deputado Fernando Monteiro (PP-PE) apresentou ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, projeto de incentivo à produção de energia solar por agricultores na região do semiárido pernambucano. A ideia batizada de "Roça Solar", de autoria do ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, foi lançada na eleições ao Governo de Pernambuco de 2018, e agora é incorporada pelo deputado, que a denomina de “a menina dos olhos” de seu segundo mandato.

A proposta do projeto Roça Solar tem o objetivo produzir energia através de mini usinas solares, instaladas nos sítios de agricultores familiares, que receberiam mensalmente pela energia produzida. A intenção é garantir renda entre um e dois salários mínimos para agricultores do semiárido que aderirem ao projeto.

Fernando Monteiro entende como um projeto de cunho social. “O objetivo do projeto é social”, analisou. Para o deputado, o retorno financeiro para os agricultores também é colocado como um dos expoentes. “Além do próprio acesso à energia - que muitas vezes não têm -, as famílias podem ter melhores condições financeiras, quem sabe investir em irrigação e plantar ainda mais”, observa.
  
O ministro Bento Albuquerque colocou o Ministério de Minas e Energia à disposição para estudos de viabilidade do projeto. Ele próprio agilizou encontro entre o deputado e o presidente da Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE), Thiago Barral.

Na conversa, Barral admitiu que o conceito de geração distribuída de energia está se ampliando e pode até virar modelo. A EPE se prontificou a estudar modelos e identificar os gargalos legislativos e técnicos para viabilizar o projeto.