Jucá sinaliza para FBC no comando do PMDB de PE

Os senadores Fernando Bezerra Coelho e Romero Jucá na Convenção Extraordinária do PMDB, em Brasília - Divulgação

Com a presença do ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, e do presidente do Senado, Eunício Oliveira (CE), lideranças do PMDB e filiados à legenda participam, nesta terça-feira (19), da Convenção Extraordinária da sigla, em Brasília. Entre os presentes de Pernambuco, o senador Fernando Bezerra Coelho, que oficializou sua entrada no PMDB em setembro.

Na abertura do encontro, o presidente da sigla, o senador Romero Jucá (RR), sinalizou para o colega de Senado. Segundo ele, o processo de intervenção deverá ser concluído até o final de janeiro. Outro tema na pauta da convenção é mudança do nome do partido para MDB. Durante o discurso, Jucá afirmou que “não estamos fazendo mudanças no estatuto no sentido de modernizar o estatuto”.

“Estamos apenas inserindo no estatuto a nova legislação eleitoral que define como são os procedimentos para repasse do fundo eleitoral e também estamos fazendo uma correção no que diz respeito a um dispositivo que foi aprovado há quatro anos. Esse dispositivo foi aprovado, mas não foi inserido no texto do estatuto por um equívoco. Isso foi descoberto no momento que nós procedemos o início do processo de intervenção em Pernambuco; esse processo está andando, nós iremos realizar a intervenção. O processo em Pernambuco será concluído no início do ano e nós teremos o PMDB ou o MDB fortalecido em Pernambuco com a presença do senador Fernando Bezerra e de diversos deputados federais de Pernambuco que ingressarão no partido”, afirmou Jucá.


Entre os itens da pauta na reunião desta terça, a ratificação de competências da Comissão Executiva Nacional. O tema é de interesse dos pernambucanos que podem ser atingidos pela decisão. O senador Fernando Bezerra Coelho é um dos mais interessados na medida, pois, com mudanças no Estado, pode passar a assumir o comando da legenda em Pernambuco, no lugar do vice-governador Raul Henry, que é ligado ao deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB).