Ministro dos Transportes garante alças viárias em Jaboatão

Um dos projetos de governo defendidos durante a campanha eleitoral pelo deputado federal e prefeito eleito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR) parece estar mais próximo de ser concretizado. Tudo isso, porque o Ministro dos Transportes, Maurício Quintela, garantiu ao parlamentar a inclusão de duas alças viárias no projeto de requalificação da BR-101, na proximidades do Fórum de Jaboatão.

Nessa segunda-feira, Anderson e o superintendente do DNIT, Cacildo Medeiros, apresentaram o novo formato do projeto ao presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Leopoldo Raposo, por ser uma reivindicação de quem frequenta diariamente o Fórum e dos motoristas que trafegam na área e enfrentam situações de risco.

“Tratei sobre a questão diretamente com o ministro dos Transportes e ele compreendeu a necessidade de construir as duas alças na BR-101. É uma obra necessária para quem vai diariamente ao Fórum de Jaboatão e para quem precisa se deslocar pela Estrada da Integração no sentido de Jaboatão Centro. É uma providência necessária para evitar acidentes e garantir que o trânsito tenha mais fluidez”, afirmou Anderson.

Por sua vez, o desembargador Leopoldo Raposo disse que as duas alças atendem à necessidade de quem trafega na área.

“Essa alternativa resolve a mobilidade local. Muita gente faz manobras irregulares, durante todo o dia, e isso é um risco grande de acidentes”, comentou o presidente do TJPE.

A requalificação da BR-101 Sul contemplará o percurso de 60 quilômetros, entre o bairro de Prazeres, em Jaboatão, e o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. O custo orçado é de R$ 260 milhões, sendo R$ 230 milhões do Ministério dos Transportes. A construção das duas alças viárias custará R$ 5 milhões.

Veja também

Com avanço do desmatamento, Mourão ouve cobrança de estrangeiros por resultado
Desmatamento

Com avanço do desmatamento, Mourão ouve cobrança de estrangeiros por resultado

Câmara aprova medidas para proteger vítimas de violência doméstica
Violência Doméstica

Câmara aprova medidas para proteger vítimas de violência doméstica