Mulheres Negras fazem ação educativa no Metrô

Trazendo impressas nas suas roupas textos sobre as diversas violências que costumam acometer mais as mulheres negras, a instalação tem por objetivo chamar a atenção das usuárias do metrô sobre a condição da mulher negra no estado. - Divulgação

Quem passa, no período da tarde, pela Estação Central do Metrô Recife, não fica indiferente a um grupo de manequins negras, expostas no hall de entrada. Trazendo impressas nas suas roupas textos sobre as diversas violências que costumam acometer mais as mulheres negras, a instalação tem por objetivo chamar a atenção das usuárias do metrô sobre a condição da mulher negra no estado. A mostra conta ainda com a ação de integrantes da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, que esclarecem dúvidas e entregam material informativo.

Quem quiser conferir esta atividade de campanha tem até o próximo dia 6 de outubro para ir até a Estação Central. Em seguida, a instalação e a ação educativa vão para o Terminal Integrado Xambá (Olinda). Esta ação faz parte da campanha “Mulheres Negras pela Vida”, promovida pela Rede de Mulheres Negras, em parceria com ONG Fase/Pernambuco.

Lançamento oficial_ Embora as atividades já tenham ganhado as ruas, o lançamento oficial da campanha será hoje (3/10), às 19h, no Sindicato dos Bancários (Av. Manoel Barros 564- Boa Vista), quando será apresentado um plano de açã seguido de uma mesa de debates. Os temas a serem abordados são: Políticas de Segurança Públicas e Impactos na Vida das Mulheres Negras, com a advogada Ciane Neves e a segunda “Violência obstétrica e mortalidade materna de mulheres negras”, com psicóloga Talita Rodrigues

Violência contra a mulher negra

No ano de 2017, no estado de Pernambuco, cerca de 72% das mortes por mortalidade materna foram de mulheres negras (pretas e pardas). A faixa etária mais atingida pelas mortes maternas está entre 20 e 39 anos, com cerca de 74% desses óbitos. Na cidade do Recife, 95% das mulheres que morreram de morte materna em 2018 eram negras. (Dados do Comitê de Mortalidade Materna).

Cerca de 80% das mulheres que estão em situação prisional em Pernambuco são negras. O Brasil é o 5º país do mundo que mais encarcera mulheres. Cerca de 20% dessas mulheres são analfabetas (Dados do INFOPEN).

Pernambuco é o terceiro estado com maior índice de aumento de casos de homicídios de jovens no ano de 2017, com um aumento de 26,2% em relação a 2016. Em torno de 70% desses jovens assassinados, são jovens negros. São os filhos, maridos, irmãos, familiares e amigos das mulheres negras (Dados do Atlas da Violência 2019).

negras

Veja também

Tauã apresenta 'Luzia', primeiro single do seu novo álbum
Música

Tauã apresenta 'Luzia', primeiro single do seu novo álbum

Ministro ressalta sucesso de leilão de petróleo em ano de pandemia
Economia

Ministro ressalta sucesso de leilão de petróleo em ano de pandemia