PCR firma parceria com Medellín para promover políticas de drogas

A Prefeitura do Recife assinou um memorando de entendimento e cooperação técnica com a cidade de Medellín, na Colômbia, com o objetivo principal de estreitamento das relações para o desenvolvimento das políticas de prevenção ao uso abusivo de drogas. Durante o ato, realizado nesta sexta-feira (29), a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH), por meio da Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas (Sepod), também lançou o Projeto Farol Social, com foco no apoio ao usuário de drogas atendido pelas redes de saúde, assistência social ou complementar na reinserção social no seu território.

O memorando foi assinado pela secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife, Ana Rita Suassuna, pelo secretário-executivo de Políticas sobre Drogas do Recife, André Sena, e pelo gerente-geral da Secretaria de Inclusão Social, Família e Direitos Humanos de Medellín, César Hernández. As atividades fazem parte da Semana de Políticas Públicas sobre Drogas do Recife.

O secretário-executivo André Sena explicou que o memorando é o início de uma agenda de cooperação técnica entre as duas cidades, que, a partir de agora, poderão trocar tecnologia social e alinhar suas políticas. “Pontuamos, no memorando, o que temos de similar, os nossos fundamentos. A partir daqui, vamos elaborar estratégias, eventos em comum, visitas técnicas e trocas de tecnologia social. Isso é algo muito significativo para as duas cidades porque estamos trocando saberes para beneficiar a população dos dois países”, explicou.

Na última quarta-feira (27), gestores das políticas de assistência social, direitos humanos, juventude e segurança pública do Recife se reuniram com um representante da Prefeitura de Medellín para dialogar sobre políticas públicas de drogas.

César Hernández, representante de Medellín, disse que a parceria com o Recife será importante para troca de conhecimentos e experiências, com foco no aprimoramento das políticas de drogas. “Essa integração é muito importante para podermos compartilhar experiências e trabalho. A problemática das drogas é mundial, mas enxergamos muitas semelhanças com o Recife quanto às políticas propostas”, destacou o gestor, que tem, em sua cidade, a política de prevenção às drogas trabalhada desde a primeira infância.

Já Murilo Cavalcanti, secretário de Segurança Urbana do Recife, disse que aprender com uma cidade que tem políticas efetivas é diminuir a chance de erros.

Farol Social
A Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife lançou, também nesta sexta, o Projeto Farol Social, que tem o objetivo de apoiar o usuário de drogas atendido pelas redes de saúde, assistência social ou complementar na volta para o seu território. Com foco na inserção social dos egressos e na promoção dos direitos garantidos pela Constituição Federal, o projeto tem como premissa a autonomia do indivíduo e contará com o apoio de voluntários da sociedade civil.

Ana Rita Suassuna, secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife, disse que o programa é importante para inserir essas pessoas e reduzir o preconceito que existe com usuários de drogas.

Veja também

Ventania derruba torre e muros e causa estragos em São Luís, no Maranhão
Brasil

Ventania derruba torre e muros e causa estragos em São Luís, no Maranhão

Com reformulação na equipe, Central espera se classificar no Pernambucano
Futebol

Com reformulação na equipe, Central espera se classificar no Pernambucano