Prefeitura de Caruaru e UFPE firmam acordo de cooperação

O objetivo é produzir diagnósticos que possam fomentar políticas públicas - Divulgação

A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH), e a Universidade Federal de Pernambuco – Centro Acadêmico do Agreste formalizaram um Acordo de Cooperação que beneficia as crianças e adolescentes das três casas de acolhimento institucional do município, assim como a Casa de Passagem e o CAUD, com atividades práticas que envolvem educação e arte.

A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (26), na Sala de Monitoramento da Prefeitura de Caruaru, onde a prefeita Raquel Lyra assinou o documento junto ao diretor da UFPE – Campus Agreste, Manoel Guedes, a Secretária da SDSDH, Perpétua Dantas, e a coordenadora da disciplina eletiva da UFPE “Educação, Democracia e Direitos Humanos”, a Professora Doutora Ana Maria de Barros.

“A UFPE tem nos ajudado recentemente no redesenho da nossa rede de saúde mental, residência de psiquiatria, com o letramento digital, e também nesse apoio às nossas Casas de Acolhimento, desde março, identificando nossos desafios e oportunidades. 

Embora tenhamos bons serviços sendo prestados no acolhimento de nossas crianças e adolescentes, ainda temos a cultura de abrigamento e muito trabalho sendo feito de mudança dessa cultura para devolvê-los à sociedade”, destacou a prefeita Raquel Lyra.

“A Universidade está aqui para contribuir com o município, para o seu desenvolvimento, com a educação, na área de geração de renda, e também na área de desenvolvimento social e direitos humanos. Hoje, a filosofia da UFPE é, de fato, trabalhar com a interdisciplinaridade e criar disciplinas que possam sair dos muros da universidade. Então, que a gente possa fazer cada vez mais ações para contribuir com os municípios”, enfatizou o diretor da UFPE – Campus Agreste, Manoel Guedes.

Sobre o acordo

O acordo formaliza as atividades acadêmicas desenvolvidas pela equipe técnica da UFPE, formada por professores e estudantes dos cursos de Medicina, Física, Matemática, Química e Pedagogia, e os alunos da extensão universitária, junto com a equipe técnica da SDSDH, através da Coordenação de articulação de programas, juntamente com as Gerências de Proteção Básica Especial. O objetivo é desenvolver ações que fortaleçam a afirmação dos direitos humanos das crianças e dos adolescentes a partir dos conhecimentos adquiridos através de aulas teóricas vivenciadas na UFPE, sendo estes conhecimentos disseminados por meio das intervenções práticas nas casas de acolhimento institucional: CCAI, CCAII, CCAIII, Casa de Passagem e CAUD.

As aulas teóricas, de preparação do corpo discente da UFPE, começaram no início do período letivo 2019.1, e as atividades práticas de intervenção nas unidades de acolhimento ocorreram no primeiro semestre, nos meses de abril, maio, junho, e seguem no segundo semestre do corrente ano, desde agosto até a presente data.