Punido pelo PMDB, Jarbas Vasconcelos terá ato de desagravo

Amigos e admiradores do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) estão organizando para esta segunda-feira (18), no Empresarial JCPM, às 18h, um ato de desagravo ao parlamentar, punido pelo partido por ter votado pelo prosseguimento das investigações contra o presidente Michel Temer. Com isso acabou perdendo o controle do PMDB em Pernambuco para o senador Fernando Bezerra Coelho. O governador Paulo Câmara (PSB) confirmou presença no ato.

Leia também:
[Vídeo] "Erros vêm se acumulando em Pernambuco", afirma FBC
"O ato dele tem nome: traição", diz Jarbas sobre FBC
Henry defende Jarbas e fala em “violência”
Jarbas promete continuar com Paulo Câmara

Na convocação, é dito que a “atuação séria, coerente e transparente na política de Pernambuco e do País” de Jarbas não pode ser “desrespeitada”.

“Quem combateu com esforço físico e pessoal os tempos sombrios da ditatura civil-militar e luta ao longo de mais de 50 anos de vida pública pela defesa da democracia não pode ter a sua voz calada”, diz trecho do convite para o ato.

O grupo cita, ainda, que o deputado federal é alvo hoje “de manobras inescrupulosas por parte daqueles que almejam poder e força política”.