STJ pede prisão imediata de Estefano Menudo

A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) já recebeu o pedido do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) sobre a prisão imediata do vereador Estefano Menudo (PSB).

Agora, será decidido pelo desembargador e presidente da 4ª Câmara Criminal, Marco Maggi, se a prisão do socialista será cumprida pelo próprio segundo grau, em Pernambuco, ou se a decisão será encaminhada para que o STJ determine a prisão.

Menudo é acusado de ter cometido os crimes de tortura e concussão - ato de exigir dinheiro ou vantagem em razão da função que exerce -, na função de policial civil.

A prisão foi solicitada pelo ministro Sebastião Reis Júnior, da Sexta Turma do STJ, em um telegrama encaminhado ao TJPE, na última segunda-feira. Ela foi também publicada do Diário Eletrônico da Justiça, no último dia 17.

Menudo foi condenado a cumprir oito anos e nove meses de reclusão, após decisão do juiz da Vara dos Crimes Contra a Administração Pública da Capital, Honório Gomes do Rego Filho. A pena, no entanto, foi reduzida para cinco anos, oito meses e 12 dias, após o socialista recorrer ao STJ.

O Blog da Folha tentou entrar em contato com o vereador, que não atendeu aos telefonemas.  

Veja também

Com avanço do desmatamento, Mourão ouve cobrança de estrangeiros por resultado
Desmatamento

Com avanço do desmatamento, Mourão ouve cobrança de estrangeiros por resultado

Câmara aprova medidas para proteger vítimas de violência doméstica
Violência Doméstica

Câmara aprova medidas para proteger vítimas de violência doméstica