A-A+

A pedido de Danilo Cabral, ministro de Ciência e Tecnologia terá que explicar o apagão no CNPq

O ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, terá que prestar esclarecimentos na Comissão de Educação da Câmara sobre o apagão na Plataforma Lattes, que armazena os dados sobre pesquisadores brasileiros e seus trabalhos acadêmicos. O pedido foi feito pelo líder do PSB na Câmara, deputado Danilo Cabral, em requerimento aprovado pelo colegiado nesta quarta-feira (4).

O socialista pediu que o ministro fosse convocado pela Comissão, mas foi aprovado o convite de Pontes. A deputada Lídice da Mata (PSB-BA) subscreveu o requerimento do deputado.

“O que está acontecendo no CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) é muito grave. Diante da falta de explicações concretas sobre o problema e sobre as medidas que estão sendo adotadas para solucioná-lo, só podemos pensar que faz parte de um desmonte planejado da ciência brasileira”, afirmou o socialista.

Ele destacou que a Plataforma Lattes armazena o resultado do trabalho árduo de milhares de pesquisadores do país, em muitos casos, de anos de pesquisas. A Plataforma ficou fora do ar por 12 dias e até agora só foi restabelecida de forma parcial. Segundo Danilo, o Ministério da Ciência e Tecnologia, ao qual o CNPq é vinculado, deve esclarecer o que, de fato, aconteceu no sistema de armazenamento de informação da entidade, que dados foram perdidos e quais medidas estão sendo adotadas para recuperá-los.

“Desde seu início, o atual governo demonstra descaso com a ciência e a pesquisa nacionais, com cortes no orçamento e fragilizando as entidades de fomento. É simbólico o que ocorreu na Plataforma Lattes”, acrescentou. O parlamentar entrou ainda com um Requerimento de Informação na Câmara, enviado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações questionando a situação. A pasta tem o prazo de 30 dias para responder ao requerimento.

Veja também

Quem ajuda a África na batalha pelas vacinas? Continente tem apenas 3,6% de imunizados
Pandemia

Quem ajuda a África na batalha pelas vacinas? Continente tem apenas 3,6% de imunizados

Banda Limão com Mel retorna com o vocalista Edson Lima
Música

Banda Limão com Mel retorna com o vocalista Edson Lima