A pedido de Humberto, procurador pede que TCU investigue empréstimo do BNDES

O subprocurador-geral do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Furtado, pediu à presidência da Corte que abra uma investigação sobre um empréstimo milionário realizado pelo BNDES a uma fábrica de hidroxicloroquina. A manifestação do subprocurador foi baseada em um pedido feito pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, Humberto Costa (PT-PE).

Em março, Humberto oficiou o MP junto ao TCU para que tomasse as medidas necessárias a identificar o que levou o BNDES a destinar, em 2020, R$ 153 milhões à empresa Apsen Farmacêutica, maior produtora no Brasil da hidroxicloroquina, medicamento indicado por Jair Bolsonaro como um dos componentes do chamado "tratamento preventivo" para o coronavírus.

O volume do empréstimo à Apsen chamou a atenção de Humberto, que é ex-ministro da Saúde. No ano passado, quando teve início a pandemia, a empresa foi agraciada com uma soma sete vezes maior do que tudo o que havia conseguido fechar em contrato com o BNDES no ano anterior.

No documento enviado à presidente da Corte de Contas, Ana Arraes, o subprocurador-geral Lucas Furtado alerta que o "tratamento precoce põe em risco a vida dos brasileiros" e questiona o porquê de a Apsen "receber tamanho empréstimo quando é do conhecimento que essa empresa é líder de produção de um remédio cuja eficácia no combate à pandemia da covid-19 está sendo reiteradamente combatida".

Lucas Furtado diz, ainda, que é "completamente imoral que o BNDES se utilize de recursos públicos em empréstimos com finalidades inúteis". "É importante ressaltar que, acolhendo o nosso pedido, o MP solicitou, também, que, caso a investigação confirme as irregularidades apontadas, os responsáveis sejam identificados e responsabilizados civil, penal e administrativamente. É mais um escândalo nessa gestão desastrosa da pandemia operado por esse governo incompetente", afirmou Humberto.

Veja também

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão dos Guararapes
Pandemia

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão

Chile conclui eleição histórica em busca de maior equidade com uma nova Constituição
AMÉRICA LATINA

Chile conclui eleição histórica em busca de uma nova Constituição