A-A+

Aliados de Jarbas e Raul não acreditam que direção nacional vai reverter posição do MDB-PE

O secretário de Segurança Cidadã, Murilo Cavalcanti (MDB), acredita que o MDB nacional vai manter a posição anunciada pelo presidente estadual Raul Henry (MDB) e manter a aliança com o PSB nas eleições de 2022. Em contrapartida, o grupo dos Coelhos aposta que a nacional pode reverter a posição.

Aliado do senador Jarbas Vasconcelos (MDB) e do deputado federal Raul Henry, Murilo afirmou que nunca ouviu nada em relação à candidatura própria em reuniões da cúpula nacional e que o partido já emitiu “uma nota dura” se posicionando. 

“O partido soltou uma nota dura dizendo que qualquer filiado do MDB que aceitar qualquer cargo do presidente Bolsonaro será expulso”, contou o secretário. “E volto a repetir que não vejo simpatia de Baleia Rossi (presidente nacional) nenhuma com o governo Bolsonaro”, ressaltou. O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) é líder do governo Jair Bolsonaro (sem partido) no Senado.

No último dia 13, Miguel emitiu uma nota lamentando a decisão do MDB de ter rifado sua candidatura para manter a manutenção da aliança com o PSB. Mesmo depois de ter sido rifado, o gestor continua tentando viabilizar seu nome para disputar o Palácio Campo das Princesas.

Nos bastidores, fontes emedebistas relembram que o discurso atual dos Coelho é semelhante ao adotado quando o grupo tentou levar a sigla para a oposição em 2018, mas não teve sucesso. Na ocasiaõ, apontam "a direção nacional do MDB era totalmente alinhada a Fernando Bezerra Coelho, com o presidente da República (Michel Temer) e Romero Jucá". "Essa narrativa deles não surpreende e já era esperada", aposta.

Veja também

Marcelo Chamusca não devia nem ter vindo para o Náutico
Blog Que Golaço

Marcelo Chamusca não devia nem ter vindo para o Náutico

Bolsonaro cumprimentou apoiadores em NY mesmo após saber de infecção de Queiroga
EUA

Bolsonaro cumprimentou apoiadores em NY mesmo após saber de infecção de Queiroga