Álvaro Porto vê estranheza em conduta de Eriberto e reafirma ser candidato “independente”

Candidato à presidência da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) afirmou, nesta quinta-feira (03.12), que causou estranheza a decisão do presidente da Casa, Eriberto Medeiros (PP), de marcar a eleição da Mesa Diretora para amanhã (sexta-feira, 04.12). Para Porto, o processo está começando de forma errada. Ele lembra que a decisão foi tomada pelo presidente, na calada da noite, sem combinar com os líderes ou mesmo com a atual Mesa Diretora. Medeiros é candidato à reeleição.

“Marcar a eleição para uma sessão presencial numa sexta-feira à tarde, quando não há expediente na Casa, sem acordos e com prazos corridos indica que esse processo está equivocado desde o início”, frisou.

O petebista destacou que sua candidatura resulta de um sentimento de insatisfação existente na Casa, que muitas vezes não é manifestado, mas que está latente. “Cada vez isso fica mais claro, principalmente depois do surgimento da nossa candidatura”.
 
Porto reafirmou que não é candidato de oposição nem de governo, mas, sim, candidato em favor da Casa. Também avaliou que, diante do descontentamento observado, qualquer um, assim como ele, poderia ser candidato. 

“A Casa é independente. E assim que me posiciono e me apresento: como um candidato independente, sem chapa”, salienta, acrescentando ter apoio tanto de deputados oposicionistas quanto de governistas. “O presidente não pode representar nem oposição e nem governo. Ele responde pela representação institucional de um poder”, observa. Porto reitera que, se eleito, apresentará PEC para proibir a reeleição da Mesa Diretora da Assembleia.

Veja também

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca
Coronavírus

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19