Álvaro Porto vê estranheza em conduta de Eriberto e reafirma ser candidato “independente”

Candidato à presidência da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) afirmou, nesta quinta-feira (03.12), que causou estranheza a decisão do presidente da Casa, Eriberto Medeiros (PP), de marcar a eleição da Mesa Diretora para amanhã (sexta-feira, 04.12). Para Porto, o processo está começando de forma errada. Ele lembra que a decisão foi tomada pelo presidente, na calada da noite, sem combinar com os líderes ou mesmo com a atual Mesa Diretora. Medeiros é candidato à reeleição.

“Marcar a eleição para uma sessão presencial numa sexta-feira à tarde, quando não há expediente na Casa, sem acordos e com prazos corridos indica que esse processo está equivocado desde o início”, frisou.

O petebista destacou que sua candidatura resulta de um sentimento de insatisfação existente na Casa, que muitas vezes não é manifestado, mas que está latente. “Cada vez isso fica mais claro, principalmente depois do surgimento da nossa candidatura”.
 
Porto reafirmou que não é candidato de oposição nem de governo, mas, sim, candidato em favor da Casa. Também avaliou que, diante do descontentamento observado, qualquer um, assim como ele, poderia ser candidato. 

“A Casa é independente. E assim que me posiciono e me apresento: como um candidato independente, sem chapa”, salienta, acrescentando ter apoio tanto de deputados oposicionistas quanto de governistas. “O presidente não pode representar nem oposição e nem governo. Ele responde pela representação institucional de um poder”, observa. Porto reitera que, se eleito, apresentará PEC para proibir a reeleição da Mesa Diretora da Assembleia.

Veja também

Ricardo Severo avalia atuação em jogo contra o CRB: 'Aprendizado gigantesco'
Sport

Ricardo Severo avalia atuação em jogo contra o CRB: 'Aprendizado gigantesco'

Brasil registra mais 1.555 mortes pela Covid-19, diz Ministério da Saúde
Coronavírus

Brasil registra mais 1.555 mortes pela Covid-19, diz Ministério da Saúde