Ao lado de Geraldo Julio, Paulo anuncia investimento para pequenos produtores

O governador Paulo Câmara lançou, nesta quarta-feira (24.12), o 5º chamamento público do Programa Força Local, com o intuito de seguir avançando no plano de fortalecimento das cadeias econômicas do Estado. A iniciativa direciona investimentos para impulsionar o crescimento dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) e outros segmentos econômicos de relevância para os municípios. Nesta edição, serão até 50 projetos e R$ 6 milhões investidos, R$ 1 milhão a mais do que nos editais anteriores. Outra novidade é a inclusão dos segmentos de panificação e de derivados artesanais da cana-de-açúcar. A inscrição dos projetos pode ser feita até o dia 05 de janeiro de 2022.

“Essa iniciativa é uma forma inteligente e agregadora de gerar emprego e renda em um momento tão difícil como o que passa o nosso País. O programa segue com força, com mais de seis mil beneficiados e mais de R$ 20 milhões investidos. Essa era nossa meta até o final de 2022, então estamos conseguindo incrementar o programa. Seguiremos avançando, fortalecendo as associações dentro das suas áreas de atuação, para que possam produzir e ter condições de viver com tranquilidade”, frisou Paulo Câmara.

O programa também estabelece uma pontuação extra para APLs com projetos advindos de povos e comunidades tradicionais, com foco em sistemas orgânicos de produção ou com base agroecológica e que promovam o empoderamento feminino. “Tudo isso está em convergência com a missão do Governo de Pernambuco de promover o desenvolvimento econômico e social, integrando a participação de estruturas produtivas de organização social que promovam a economia popular, como as cooperativas e associações. E é nesse tipo de segmento que o investimento público precisa entrar”, explicou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio.

Dona Carminha é presidente da Cooperativa de Beneficiamento do Leite de Alagoinha, no Agreste Central, e definiu o projeto como fundamental para o crescimento da entidade. “O Força Local foi um pontapé para a gente lançar novos produtos, porque a gente tinha necessidade e vontade, mas não tinha condições de comprar os equipamentos. Com todo esse avanço, a gente participou da Agronordeste e nosso doce foi contemplado em primeiro lugar”, comemorou.

Todo o recurso aportado será destinado à capacitação das equipes das APLs, compra de equipamentos, reforma de espaços e desenvolvimento de negócios. O programa é liderado pela Adepe, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado. As propostas, que podem estar relacionadas a desenvolvimento econômico e social ou infraestrutura, devem incluir projeto detalhado, plano de trabalho, cronograma de atividades, entre outras especificações. Estas e outras informações podem ser acessadas no edital, disponível no site da Adepe, por meio do link https://www.addiper.pe.gov.br/index.php/editais-arranjos-produtivos-locais/.

Também participaram do lançamento a vice-governadora Luciana Santos; os secretários estaduais Ana Elisa Sobreira (Mulher), José Bertotti (Meio Ambiente e Sustentabilidade) e Tomé Franca (Desenvolvimento Urbano e Habitação); os deputados estaduais Simone Santana, Aluísio Lessa e Roberta Arraes; o secretário executivo da Casa Civil, José Maurício; o presidente da Adepe, Roberto Abreu; o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota; a diretora técnica do Sebrae, Adriana Corte Real; o diretor geral de Fomento, Inovações e Arranjos Produtivos da Adepe, João Suassuna; além dos prefeitos Uilas Leal (Alagoinha) e Josimara Cavalcanti (Dormentes).

Veja também

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesaSéries

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesa

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguidodiminuição

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido