Após encontro de Lula e Paulo, aliança entre PT e PSB avança

Paulo teria confirmado a Lula que Danilo será seu candidato e PT deve retirar pré-candidatura

Pernambuco deixará de ser um entrave na concretização da aliança entre PT e PSB. Em encontro com o ex-presidente Lula (PT), em São Paulo, nesta quinta-feira (3), o governador Paulo Câmara (PSB) confirmou ao petista que deputado Danilo Cabral será seu candidato. Dessa forma, a agremiação petista deve abrir mão da pré-candidatura do senador Humberto Costa (PT) para apoiar o nome indicado pelo PSB no Estado.

No final do ano passado, o PT havia lançado o senador Humberto Costa como pré-candidato em Pernambuco, mas deixado aberta a possibilidade de abrir mão do projeto caso o PSB indicasse um nome. Com o anúncio do pré-candidato, a tendência é que o PT componha a chapa da Frente Popular e que Danilo Cabral deve ajudar a escolher os indicados ao Senado e vice-governador.

Os petistas devem indicar o candidato ao Senado da chapa encabeçada por Cabral. A deputada Marília Arraes pleiteia o posto, mas há resistência ao seu nome dentro do PT e do PSB.

Apesar da aliança em Pernambuco, o impasse para a aliança entre PT e PSB segue em estados como São Paulo e Rio Grande do Sul. 

 

Veja também

PMI composto do Brasil sobe a 55,1 em fevereiro; PMI de serviços avança a 54,6
Índice dos gerentes de compras

PMI composto do Brasil sobe a 55,1 em fevereiro; PMI de serviços avança a 54,6

Barroso, do STF, defende descriminalização do aborto: "Má política pública"
aborto

Barroso, do STF, defende descriminalização do aborto: "Má política pública"