Após rumores de aliança entre PT e PSB, Carreras se manifesta contra especulações para 2022

Cleia Viana/ Câmara dos Deputados

Com uma possível retomada de aliança entre o PT e PSB para as eleições de 2022, o deputado federal Felipe Carreras (PSB) afirmou, nesta terça-feira, 20, a sua insatisfação sobre as especulações políticas relacionadas à Frente Popular tratadas neste momento de crise sanitária. No Twitter, o parlamentar pernambucano ressaltou que este não é o momento para falar sobre sucessões políticas.

“Falar sobre nomes da sucessão nacional e estadual no momento que estamos atravessando é estar desconectado com uma sofrida realidade do nosso povo”, escreveu o socialista. Carreras também destacou que assuntos eleitorais devem ser tratados em 2022 pelo governador Paulo Câmara (PSB) e pelo prefeito do Recife, João Campos (PSB). “Em 2022, liderados por @PauloCamara40 @JoaoCampo e lideranças da Frente Popular, vejo que será o momento adequado para essa pauta”, completou.

Semana passada, estava sendo especulado que o ex-presidente Lula estuda o nome do governador Paulo Câmara para ocupar a vaga de vice em sua chapa. A hipótese ocorreu após o líder petista e correligionários terem se reunido, virtualmente, com o gestor pernambucano e líderes do PSB. O pernambucano é vice-presidente nacional do partido  e, caso concorra à eleição majoritária nacional, o socialista deve deixar o cargo em abril de 2022.

Veja também

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália
Pandemia

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália

Copa do Mundo de Paracanoagem: Cowboy leva mais um ouro e dupla feminina vai para Tóquio
Olimpíadas

Copa do Mundo de Paracanoagem: Cowboy leva mais um ouro e dupla feminina vai para Tóquio