Bivar defende que Pernambuco seja uma trincheira em defesa do Brasil

Em Petrolina, pré-candidato a presidente prometeu fortalecer relação entre Nordeste e União Europeia

Bivar, entre o prefeito de Petrolina Simão Durando (esq) e o pré-candidato Miguel Coelho - Divulgação

Em sua primeira visita a Petrolina, no Sertão pernambucano, na condição de pré-candidato à Presidência da República, o deputado Luciano Bivar (União Brasil) defendeu que Pernambuco se torne uma trincheira. "Não apenas em defesa do próprio estado, mas em defesa do Brasil", sustentou, no mesmo dia em que visitou a produção de uvas e mangas, duas das principais  culturas produzidas no município. Ele prometeu fortalecer a relação do Nordeste com a União Europeia.

"Nosso propósito é criar para a fruticultura no Vale do São Francisco uma exposição especial, que não acontece devido à má comunicação entre governo e União Europeia. Temos que dar um estímulo ao escoamento da produção do Vale, que é a principal economia dessa região", declarou Bivar, 

Acompanhado pelo ex-prefeito e pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo mesmo partido, Miguel Coelho, Bivar também participou de um encontro com produtores e exportadores da região. "Miguel, com sua ousadia e destreza, fez de Petrolina um oásis, mas ele não está feliz porque não é candidato a governador de Petrolina. Ele é candidato ao governo do Estado", comentou, dizendo ter esperança de contar com o filho de Fernando Bezerra Coelho para melhorar  as condições econômicas e estruturais do estado e do país.

Bivar, que informou ter visitado os estados de Minas Gerais, Pará e Paraná, disse perceber o desejo de mudanças da população. E aposta nos 50% do eleitorado que ainda não sabem em quem votar. "Que a gente tenha no coração o desejo de fazer modificações, para minorar desigualdades e promover o desenvolvimento da indústria, da agricultura, da pecuária, do comércio"

O anfitrião ajudou Bivar a traduzir sua principal proposta na área econômica: a aplicação de um imposto único. "Quem ganha até cinco salários mínimos não vai pagar imposto. Isso simplifica a carga tributária. Queremos um país que dialogue com o setor privado e com a sociedade civil", explicou Miguel Coelho. A programação de ontem foi acompanhada pelo senador Fernando Bezerra Coelho e pelo atual prefeito de Petrolina, Simão Durando, também do União Brasil. 

Veja também

Publicidade Legal - 01 de Julho de 2022 - Editais e balanços

Publicidade Legal - 01 de Julho de 2022 - Editais e balanços

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 43 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 43 milhões