Boulos responsabiliza Bolsonaro pela pandemia e convoca população para manifestação

Reprodução/Instagram

Durante entrevista à Rádio Folha, nesta sexta-feira, 21, o ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL)  convocou a população para ir às ruas, no dia 29 de maio, que também ocorrerá em Recife, para pedir a saída do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em meio a pandemia da Covid-19. O líder do PSOL responsabilizou o presidente pela condução da pandemia no País, além de fazer duras críticas à gestão de Bolsonaro.

Para Boulos, a CPI da Covid que está ocorrendo no Senado abre precedentes e clima para o impeachment de Bolsonaro e que o Brasil não aguenta sangrar até 2022. "Estamos convocado essa mobilização porque não dá mais", destacou. 

"Evidente que temos que ter todos os cuidados. Tenho dito que temos de usar máscara que protejam bem, que busque fazer o distanciamento, que busque respeitar os protocolos, mas chega um momento que não dá mais", disse durante a entrevista.

"Com o Bolsonaro não tem saída a pandemia. Muita gente chegou a pensar que a pandemia estava acabando e aí veio a segunda onda devastadora. Se continuar com esse ritmo de vacinação, a imunização da população brasileira vai terminar em. Se continuar com Bolsonaro vai ter a terceira, a quarta onda. Não vai ter saída para pandemia, para economia, para fome. Não existe outra alternativa. E eu acredito que dá sim para trabalhar o impeachment de Bolsonaro", completou Boulos. “Vamos mostrar que é possível se mobilizar com proteção sem propagar o vírus”, finalizou.

 

Veja também

Apagão de vacinas gera 1º choque entre gestão Doria e prefeitura de SP sob comando de Nunes
Coronavírus

Apagão de vacinas gera 1º choque entre gestão Doria e prefeitura de SP sob comando de Nunes

Tinder lança recursos para não ser considerado 'cringe'
APLICATIVO

Tinder lança recursos para não ser considerado 'cringe'