Caixa de Assistência dos Advogados atende profissionais vítimas de violência racial e de gênero

A Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (CAAPE), entidade assistencial da OAB-PE, criou mais uma Rede de Apoio para advogadas e advogados em situação de violência. Advogadas, advogados, estagiárias e estagiários inscritos na OAB-PE que forem vítimas de violência de raça, orientação sexual e identidade de gênero passam a contar com auxílio psicológico e assessoramento jurídico gratuitos.

Uma Rede de Apoio também já existe para advogadas e estagiárias vítimas de violência doméstica. O auxílio psicológico será prestado por profissionais indicados e custeados pela CAAPE, que poderá se dar de forma presencial ou a distância. Já o assessoramento jurídico será prestado pela CAAPE de forma gratuita, sem qualquer remuneração, mediante orientação e acompanhamento de advogados e advogadas integrantes da Comissão de Igualdade Racial e da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero, ambas da OAB-PE.

“Estes colegas, assim como as mulheres advogadas vítimas de violência doméstica, vão receber acompanhamento psicológico, além de orientações jurídicas, para que tenham a ajuda necessária para enfrentarem esses crimes", explica o presidente da CAAPE, Fernando Ribeiro Lins.

Para as advogadas e estagiárias vítimas de violências domésticas, a Rede de Apoio CAAPE também oferece hospedagem gratuita, uma vez que na maioria dos casos é necessário o distanciamento físico do agressor, que está na mesma residência, para que a violência cesse. "Em um momento onde, lamentavelmente, a pandemia potencializa as violências, é ainda mais importante que as instituições protejam os seus profissionais", afirma o presidente.

"Não vamos tolerar nenhum tipo de violência contra advogadas e advogados. Sendo acionada, a CAAPE tem o compromisso de dar andamento de forma célere aos processos judiciais envolvendo os casos de modo que os agressores sejam devidamente responsabilizados", diz. "A violência contra a mulher, bem como as violências raciais e de gênero, são covardes e inadmissíveis. Esperamos que, com o exemplo da CAAPE, outros órgãos de classe sigam disponibilizem atendimento e apoio semelhantes", conclui o presidente.

Veja também

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão dos Guararapes
Pandemia

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão

Chile conclui eleição histórica em busca de maior equidade com uma nova Constituição
AMÉRICA LATINA

Chile conclui eleição histórica em busca de uma nova Constituição