Câmara aprova projeto de lei que torna movimento brega Patrimônio Cultural Imaterial do Recife

Foi aprovado em segunda votação nesta terça-feira (1), durante sessão virtual da Câmara Municipal do Recife, um Projeto de Lei 01/2021 de autoria do vereador Marco Aurélio Filho (PRTB), que torna o movimento brega Patrimônio Cultural Imaterial do Recife. De acordo com a justificativa do PLO a título é uma forma de incentivar e valorizar os artistas, dançarinos, empresários e todos aqueles que direta ou indiretamente contribuem com o cenário econômico e cultural da cidade do Recife.

“Nosso principal objetivo com a iniciativa é valorizar um movimento popular que gera oportunidade, renda e emprego. Nossa luta além de valorizar toda uma cadeia produtiva que está envolvida, solicita que qualquer evento cultural na cidade tenha em sua grade pelo menos um representante do frevo e um do brega”, lembra o vereador.

Para Alexandre Vinicius, um dos criadores da página Brega Bregoso, que conta hoje com mais de 1,2 milhão de seguidores no Instagram, o título é um reconhecimento importante para todos os envolvidos com o movimento brega. “É de extrema importância o movimento ser reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Recife, colocando o brega em um patamar que já deveria estar. A iniciativa é um reconhecimento e vem para consolidar o brega, além de abranger o movimento como um todo, do passinho ao brega romântico”, pontuou Alexandre. A medida também repercutiu entre vários artistas nas redes sociais.

A cantora Michelle Melo agradeceu à iniciativa de Marco Aurélio Filho e falou sobre a importância do título. “Esse Projeto vai enaltecer ainda mais um movimento feito por trabalhadores da área mais carente, podemos dizer assim, da música. Porque, na verdade, a história do brega é a história da periferia, a história de um povo que sofre, mas que não perdeu a vontade de sonhar, e que não perdeu a coragem e a força para ir atrás dos seus objetivos. Ser brega é não ter medo de viver seus sonhos”.

O brega do Recife sempre teve repercussão nacional, como foi com as músicas de Reginaldo Rossi, e mais recentemente com o brega funk. Com a aprovação por parte dos vereadores, a proposta segue para a sanção do prefeito João Campos (PSB).

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson