Câmara do Recife rejeita proposta de homenagem a Michelle Bolsonaro

Foram 16 votos contrários à homenagem e nove favoráveis

Câmara do Recife - Divulgação

Em votação realizada na tarde desta terça-feira (5), a Câmara Municipal decidiu rejeitar a proposta de homenagear a primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, com a medalha de mérito Olegária Mariano.

Foram 16 votos contrários à homenagem e nove favoráveis.

A honraria foi criada em 2009, pela Câmara Municipal do Recife e é voltada para homenagear pessoas ou instituições que promovem a defesa dos direitos humanos.

Estava prevista, também, a votação para conceder a medalha José Mariano, maior honraria da casa, ao presidente Jair Bolsonaro, mas esta não chegou a ser votada. A solicitação havia sido retirada da pauta pelo seu autor, o vereador Dilson Batista (Avante), na noite anterior.

O clima na sessão foi de confusão. Apoiadores de Bolsonaro e manifestantes contrários ao presidente entraram em confronto diversas vezes, antes e durante a votação, com xingamentos trocados entre as duas partes. 

Votação encerrada na câmara dos vereadores do Recife, resultado define que primeira dama, Michele Bolsonaro, não será homenageada

Júnior Tércio (PP), um dos parlamentares que votou a favor da homenagem, lamentou a recusa da Câmara. "Nós já vimos essa casa aprovando título a pessoas que não têm nada a ver com o Recife, a cantores que só fazem rebolar, os 'calça apertada', que não têm trabalho e nem peso. Infelizmente, o PSB, juntamente com PT e o PSOL, disse não à primeira-dama mais atuante da história do Brasil", afirmou.

Para o vereador Ivan Moraes Filho (Psol), a rejeição à proposta de condecoração foi uma vitória unificada. "A gente contou com votos da bancada da esquerda completa, inclusive do PSB, que é um partido de centro-esquerda, além de vereadores do campo mais à direita e ao centro, o que traz para a gente uma mensagem muito eloquente. Entendemos que há vereadores e vereadoras que estão em campos diferentes, mas compreendem que não há disputa possível dentro da república brasileira enquanto o bolsonarismo estiver no poder", comentou.

 

Veja também

Ministros das Finanças do G20 discutem no Brasil economia ameaçada por conflitos
G20

Ministros das Finanças do G20 discutem no Brasil economia ameaçada por conflitos

Palestinos correm para o mar após ajuda humanitária cair de avião em Gaza
MUNDO

Palestinos correm para o mar após ajuda humanitária cair de avião em Gaza