Candidatos a prefeito do Recife otimistas com o resultado da pesquisa Folha/Ipespe

Candidatos que disputam à Prefeitura do Recife e aliados políticos repercutiram os números divulgados, ontem, pela pesquisa de intenção de voto realizada em parceria entre a Folha de Pernambuco e o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). O candidato da Frente Popular do Recife, João Campos (PSB), aparece com 33% das intenções de voto. O resultado revela, segundo avaliação do deputado federal Tadeu Alencar (PSB), o fortalecimento da candidatura do socialista e que os recifenses querem a continuidade do modelo de gestão do PSB. 

“Ele (João) está mostrando que é um candidato de carne densa, que tem sentimento, tem sensibilidade e tem competência. Para nós, não é nenhuma novidade, sem nenhuma arrogância”, afirma o deputado socialista. “No cenário do segundo turno ele vence todos. É fruto de um legado muito grande do PSB em Pernambuco e no Recife. E chega com muita competência. Embora muito jovem (João), essa juventude é a favor do Recife e não contra o Recife. Vamos trabalhar duro para consolidar uma vitória expressiva no dia 15 de novembro”, completou.

Já candidata Marília Arraes (PT) aparece com 18% das intenções de voto. No entanto, apresenta uma queda de quatro pontos percentuais em relação ao último levantamento do Ipespe. Mesmo assim, na opinião do presidente estadual do PSOL, Severino Alves, aliado de Marília, ela aparece com um bom índice. Severino ressalta, ainda, que esta reta final será decisiva para o processo político da Capital pernambucana e que as ruas são um termômetro que têm dado resposta à candidata.“Marília tem respondido às entrevistas e sabatinas de uma forma muito positiva, tem apresentado propostas de governo que têm um grau de diferenciação com a candidatura do próprio João Campos. São propostas que tendem a pensar na cidade, antenada com o diálogo, com a pandemia, com a necessidade de uma projeção para combater a desigualdade social”, disse, completando que acredita no  segundo turno com a petista.

Já o ex-senador Armando Monteiro (PTB) avaliou o aumento de dois pontos percentuais de Mendonça Filho (DEM), em relação ao último levantamento. O democrata registrou 16% na segunda rodada. “Ele está fazendo a campanha dele,  se ampliando, o programa eleitoral está dando oportunidade dele divulgar as propostas. Acredito muito que ele vai chegar no segundo turno. Então, não posso deixar de ver com satisfação”, ressaltou o petebista, dizendo que não tem dúvida que o democrata vai disputar o segundo turno.

Com uma queda de um ponto percentual em relação à primeira rodada da pesquisa, a delegada Patrícia Domingos (Podemos) soma 13% das intenções dos votos. No entanto, o nome da postulante aparece nos cenários mais acirrados do segundo turno, principalmente na disputa com  João Campos. A delegada comentou sobre o resultado e focou no segundo turno com o discurso que os recifenses “querem mudança”.

"As pesquisas têm demonstrado que o povo do Recife quer mudança e que o nosso projeto é o único que representa uma mudança verdadeira. Nós somos a única candidatura que pode vencer o PSB no segundo turno e a pesquisa Ipespe demonstra isso também. Outros institutos mostram que nossos números são ainda maiores. Por isso, temos confiança que ano que vem estaremos na Prefeitura do Recife", declarou.

Veja também

Situação ideal para Jogos de Tóquio é ter torcedores, diz governadora
Olimpíadas

Situação ideal para Jogos de Tóquio é ter torcedores, diz governadora

Referência no judô, Tenório almeja 7ª medalha paraolímpica aos 50
Esportes

Referência no judô, Tenório almeja 7ª medalha paraolímpica aos 50