Comissão de Administração da Alepe debate a reforma administrativa proposta pelo governo federal

Segundo Isaltino, essa reforma vem formatada para atacar os servidores, manter privilégios de alguns e a retirar direitos de outros. - Foto: Roberto Soares/Alepe

Nesta terça-feira (22), às 9h30, os deputados estaduais que compõem a comissão de Administração Pública da Alepe vão debater a reforma administrativa enviada pelo governo Bolsonaro ao Congresso Nacional. O advogado Cláudio Ferreira é o convidado do deputado Isaltino Nascimento para participar da conversa com os parlamentares. 

Segundo Isaltino, essa reforma vem formatada para atacar os servidores, manter privilégios de alguns e a retirar direitos de outros. “Com o argumento de que vão frear gastos, uma das intenções do governo é ir trocando o concursado por mão de obra da inciativa privada, por exemplo, trazendo servidores temporários”, comenta o deputado. 

Uma das dúvidas que serão esclarecidas é a manutenção de privilégios de juízes, militares e procuradores que deverão permanecer com estabilidade nas suas carreiras. Outro ponto polêmico diz respeito à abertura de espaço para as organizações sociais, ou seja, trocar o concursado por mão de obra terceirizada. E os novos servidores que por ventura ingressarem por meio de concurso não terão estabilidade, o que acaba se tornando um risco para a administração pública.

O debate da comissão de Administração será transmitido pelo canal da TV Alepe no YouTube.