Comissões da ALEPE aprovam projeto de Gleide Ângelo

Foi aprovado, nesta terça-feira, 14, pelas Comissões de Administração Pública e de Cidadania da Assembliea Legislativa de Pernambuco (Alepe), o projeto de lei que dá proteção especial e incentivo à geração de renda para mulheres catadoras e classificadoras de materiais recicláveis e reutilizáveis. De autoria da deputada estadual Gleide Ângelo (PSB), a proposta já foi aprovada também nas Comissão de Constituição e Legislação e Justiça e passará pela  Comissão da Mulher da Casa Legislativa.

De acordo com a deputada, entre a maioria das mulheres que exercem uma profissão, boa parte tem tripla jornada de trabalho. Elas respondem também por cuidar dos filhos e do lar. Logo, tais profissionais dependem de outros serviços públicos essenciais à mulher, como creches, saúde pública, educação, qualificação profissional e apoio jurídico e psicossocial no enfrentamento à violência doméstica e familiar. “E é neste sentido que estamos propondo a inclusão desse olhar especial às mulheres catadoras e classificadoras, dentro da Política Estadual de Resíduos Sólidos, atribuído ao Poder Público estadual o dever de também criar ações voltadas especificamente a elas” citou Gleide Ângelo.