Contrário à candidatura própria, Cirilo vai procurar Marília

Horas após o diretório nacional do PT reiterar disposição em lançar a candidatura da deputada federal Marília Arraes para disputar à Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), o presidente municipal do PT, Cirilo Mota, disse que respeitará a decisão e procurará a correligionária. "Vamos conversar com Marília. Vamos construir o caminho que tem como objetivo que é derrotar a direita, Bolsonaro", disse Cirilo adiantando que no próximo dia 16 de agosto a instância municipal deve se reunir para debater o cenário local.

O diretório local trabalhava com a estratégia de construir uma candidatura única numa ampla frente de esquerda para derrotar as postulações de direita na capital. A defesa era pela aliança com o projeto socialista, que tem o deputado federal João Campos como o pré-candidato à PCR. "Ampla maioria do partido defendeu aliança, referendado pelo diretório estadual. Mas sempre colocamos que temos que submeter a nacional. Se a nacional entendeu que o melhor caminho para derrotar a direita é candidatura própria, vamos respeitar a decisão", argumentou Cirilo. 

O dirigente petista, no entanto, lembrou que a última vez que a executiva nacional interviu no Estado saiu derrotada nas eleições municipais de 2012. Naquela ocasião, o partido perdeu o projeto de reeleição do então prefeito João da Costa (PT) para o hoje prefeito Geraldo Julio (PSB). Vale lembrar que na oportunidade João da Costa foi impedido de disputar a própria reeleição pela legenda.