Crédito Popular do Recife é aprovado na Comissão de Legislação e Justiça da Câmara

Reprodução

Após serem analisados os aspectos constitucionais, legais e jurídicos da matéria, o projeto que programa Crédito Popular do Recife foi aprovado pela Comissão de Legislação e Justiça da Câmara do Recife. A reunião Extraordinária para votação do projeto aconteceu, nesta sexta-feira (26/02), por videoconferência. O presidente da Comissão de Legislação e Justiça da Câmara do Recife, vereador Felipe Francismar, foi relator da matéria.

Entretanto, em razão dos debates ocorridos no âmbito da Câmara, verificou-se a necessidade de ajustes na proposição com o objetivo de harmonizar o texto à legislação municipal. As alterações na redação incluem a modificação do art. 3º, possibilitando inclusão de pessoas com deficiência, pretos e pardos, bem como a criação de um inciso ao artigo 4º que possibilita um prazo de carência de até 6 (seis) meses para pagamento da primeira parcela do PLE 02/2021.    

O vereador Felipe Francismar afirmou que a aprovação desse PLE na Comissão de Legislação e Justiça é um passo importante para contribuir com o comércio e com a manutenção da economia do Recife nesse momento pandêmico.    

“A criação do programa Crédito Popular vai ser uma grande ajuda para empreendedores, associações, cooperativas e micro e pequenas empresas. A concessão de financiamentos facilitados vai trazer um fôlego a mais para esse público que não dispõe de fontes estáveis de crédito por parte do mercado privado. O projeto de Lei foi um grande acerto da Prefeitura do Recife e nosso papel aqui na Casa José Mariano é aprovar matérias relevantes que tragam melhorias concretas para os cidadãos da nossa cidade, principalmente neste momento de pandemia”, completou Felipe.

Veja também

Em dois anos Brasil apreende 114 milhões de maços de cigarro oriundo de contrabando
Fiscalização

Em dois anos Brasil apreende 114 milhões de maços de cigarro oriundo de contrabando

Ministério da Ciência e Tecnologia destina R$ 2 milhões da Covid a laboratório sem relação com a doe
Contas

Ministério da Ciência e Tecnologia destina R$ 2 milhões da Covid a laboratório sem relação com a doe