Daniel Coelho aponta escolas como ponto de referência no combate ao crime e defende guarda municipal armada

Deputado federal Daniel Coelho (Cidadania), em sabatina com o Sindicato dos Guardas Civis Municipais do Recife - Reprodução/Facebook

Em sabatina com representantes do Sindicato dos Guardas Civis Municipais do Recife (SindGuardas), o pré-candidato à prefeitura do Recife, Daniel Coelho (Cidadania), defendeu que as escolas municipais sejam ponto de referência no combate à criminalidade nos bairros e afirmou que a “guarda municipal armada, corretamente equipada e motivada vai ser essencial para atingir este objetivo”. 

“Usando a experiência de outros países, a escola é o centro da comunidade, a referência positiva de um bairro. Não podemos deixar que a boca de fumo, o ponto de tráfico de drogas seja a referência, tem que ser a escola e a partir da escola a gente possa cuidar dos jovens e criar uma sociedade mais justa, mais equilibrada. E isso se dá retirando a guarda do conceito em que ela é apenas uma guarda patrimonial. Ela precisa estar inserida numa ideia de mais ampla de polícia municipal”, destacou.

Segundo Daniel, quando a escola é vista como ponto central de uma comunidade agrega efeito para o bairro como um todo, porém, o guarda municipal deve estar equipado de maneira adequada, dando a ele possibilidade de melhor fazer seu trabalho. 

“Hoje, o que a gente observa é uma guarda municipal desvalorizada, mal remunerada, sem o equipamento adequado para fazer o combate à violência e a própria proteção. Com a guarda desarmada, cria-se uma situação em que se coloca em risco o profissional, pois, fardado, ele é um alvo em potencial, e o impede de poder ajudar a população. Para transformar as escolas num ponto de referência é necessário uma guarda municipal armada, corretamente equipada e motivada”, ressaltou.