Daniel e Patrícia falam em movimento legítimo do PSDB, mas defendem seus projetos majoritários

"Cada partido tem legitimidade para decidir o caminho. Tenho certeza que o PSDB não deixará de ajudar na construção da unidade”, afirmou o pré-candidato à Prefeitura do Recife pelo Cidadania, Daniel Coelho, nesta quarta-feira, 15. A manifestação do deputado ocorreu após o presidente nacional do PSDB, o pernambucano Bruno Araújo, afirmar a Coluna de Renata Bezerra de Melo que o partido não deixará de apoiar e votar na candidatura de Daniel e da delegada Patricia Domingos (Podemos), mas deixa claro a sua preferência pela candidatura de Mendonça Filho (DEM).

Daniel também disse que Mendonça tem agido para unir, de forma agregadora no grupo da oposição do Recife. “O Cidadania nacionalmente tem importantes alianças com o DEM e PSDB em várias capitais. Com tranquilidade vamos conversar usando todo tempo disponível para construir um palanque forte. Hoje defendo nossa candidatura, assim como outros partidos da oposição também, o PSDB defende o DEM. Legítimo de todas as partes. No fim estaremos juntos, não tenho dúvida disso”, afirmou o parlamentar pernambucano.
 
Já a delegada Patricia Domingos, afirmou que tem conversado com os demais partidos de oposição para que consigam nessa convergência, efetivamente, uma candidatura única porque seria em tese “mais competitiva”. “A gente ainda está nesse diálogo, mas nada foi decidido”, reforçou a pré-candidata pelos Podemos. “Como o próprio presidente do PSDB mencionou, ainda não houve uma decisão sobre se realmente vai ser possível a convergência em torno de um único nome. Esse único nome, se for possível. ainda não foi determinado”, disse Domingos.