Eleitor tem até 23h59 de sábado (28) para baixar o e-Título, alerta TSE

e-Título - Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pede para o eleitor não deixar para a última hora para fazer o download gratuito do documento digital que substitui o título eleitoral e dispensa a impressão de uma segunda via: o aplicativo e-Título.

O app, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, oferece facilidades ao eleito como acesso ao seu local de votação; consulta a situação do eleitor; identificação na seção (se tiver feito biometria); e justificativa de ausência.

O cidadão que quiser baixar a ferramenta para utilizar no segundo turno das Eleições Municipais, que ocorrerá neste domingo (29), deve fazê-lo o mais rápido possível. A habilitação das funcionalidades da plataforma estará disponível para download até as 23h59 de sábado (28). A medida visa garantir que o usuário que precisa do serviço no domingo tenha uma melhor experiência.

No domingo (29), só quem já tiver baixado o app poderá utilizar as funcionalidades. Serão permitidos apenas o download e a atualização da versão. O funcionamento do app volta ao normal a partir de segunda-feira (30).

Atualmente, cerca de 16 milhões de eleitores (mais de 10% do eleitorado) estão cadastrados no e-Título. No primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, mais de 2,2 milhões de pessoas justificaram ausência por meio da ferramenta. O Sudeste foi a região onde o app foi mais utilizado: mais de 7,5 milhões de pessoas usaram o aplicativo.

Veja como é fácil utilizar o e-Título:

Utilização e segurança
Para fazer o download gratuito do app, basta acessar as lojas on-line Google Play e App Store no seu smartphone ou tablet. Já para validar o aplicativo, é importante que o eleitor preencha os dados corretamente: se houver o preenchimento de alguma informação em discordância com as do cadastro eleitoral, o sistema não aprovará a solicitação de emissão, e assim, o eleitor não poderá utilizar o app.

O documento digital exigirá a resposta do eleitor a uma série de perguntas. Apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Embora soluções de segurança como essa possam tornar a experiência do usuário menos fluida, elas são relevantes para a proteção dos dados do eleitor. Outra mudança de segurança implementada pela Justiça Eleitoral no e-Título foi a necessidade de criação de senha de acesso do eleitor ao app.

Foto no aplicativo
Caso a sua foto esteja disponível no aplicativo, você poderá votar utilizando o e-título.

Local de votação e certidões
O e-Título também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral, além de permitir que o eleitor emita as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais. Essas declarações são emitidas por meio do QR Code do aplicativo, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

Justificativa de ausência
Os eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral no dia da eleição poderão utilizar o e-Título para justificar a ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Ou seja, o app identificará que o eleitor está fora do município no domingo e vai liberar a justificativa sem necessidade de apresentar documentos. Essa funcionalidade estará disponível somente no dia da eleição, das 7h às 17h.

Para fazer a justificativa fora do dia da eleição, o eleitor deverá apresentar documento comprobatório que motivou a ausência. É possível justificar em até 60 dias após cada pleito (considerando cada turno como uma eleição) ou em até 30 dias após o retorno ao Brasil. Essa justificativa pode ser feita pelo e-Título, pelo site do TSE ou por meio de cartório eleitoral.

O TSE processará os pedidos de justificativa o mais breve possível, porém o prazo para registro desta modalidade será até 7 de janeiro de 2021, conforme o calendário eleitoral. Se você tem uma justificativa “deferida”, ela servirá como prova da sua quitação para o turno correspondente.

ATENÇÃO: Nenhum dos serviços prestados pelo e-Título é exclusivo do aplicativo. Isso significa que as consultas também podem ser obtidas pelo computador ou junto ao cartório eleitoral. Além disso, é possível acessar serviços e informações por meio do chatbot, o Tira-Dúvidas Eleitoral, no WhatsApp. Basta salvar o número: (61) 9637-1078 e iniciar uma conversa.

Horários
Vale lembrar que, neste ano, regras sanitárias foram adotadas por causa da pandemia da Covid-19. Uma delas é que o horário de 7h às 10h é prioritário para idosos com idade de 60 anos ou mais e de pessoas que pertencem ao grupo de risco da doença. Pessoas com 70 anos ou mais têm direito ao voto facultativo. Ou seja, esta não é obrigada a ir às urnas no dia de votação. 
“A partir de 70 anos no dia da votação ela não é obrigada a votar. Se no primeiro turno a pessoa tinha 69 anos, no segundo tem 70; no primeiro turno ela é obrigada, mas no segundo não”, esclarece Orson. Ainda de acordo com o diretor do TRE-PE, só haverá urnas de justificativas na cidade do Cabo, Porto de Galinhas, Cabrobó, Fernando de Noronha e no Aeroporto Internacional dos Guararapes.

Veja também

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca
Coronavírus

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19