Em reunião com presidente do Senado, governadores fazem cobranças sobre plano de vacinação

Divulgação

A primeira reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), após a criação do comitê nacional contra Covid-19, governadores fizeram cobranças e apresentaram propostas para a gestão da pandemia. Os gestores cobraram o detalhamento do cronograma de vacinação e liberação de recursos para suportar as despesas da saúde. Os governadores querem que o Ministério da Saúde avalie e apresente cronograma de entrega de vacinas aos estados com estratégia para alcançar 1 milhão de vacinados com primeira dose por dia e, depois, aumentar esse patamar para 2 milhões de vacinados com primeira dose por dia. Na reunião, também houve reclamação dos ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aos governadores.

Estiveram presentes na reunião desta sexta-feira (26) os governadores de todos os estados e do Distrito Federal, exceto os de São Paulo, Sergipe e Tocantins, que foram representados pelos vice-governadores. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), também esteve presente no encontro. O encontro faz parte do esforço dos poderes da República para criação de um comitê nacional de gestão da pandemia.

Até segunda feira, os governadores também farão tratativas para agenda conseguir uma agenda com Secretario da Da ONU António Guterres. Uma reunião no Planalto com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também é aguardada.

Veja também

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana
Política

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral