Fortalecido para 2022, Geraldo diz que só fará reflexão sobre futuro político a partir de 2021

Alexandre Aroeira / Folha de Pernambuco.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), afirmou que somente fará uma reflexão sobre seu futuro político a partir do dia 1 de janeiro de 2021. Uma das principais lideranças do PSB atualmente, o gestor tem o nome especulado para disputar o Governo de Pernambuco em 2022. Nas redes sociais já circulam montagens que citam "Agora é Geraldo Pernambuco" e "Pegado no Serviço", frases que fazem referência a campanhas eleitorais do PSB. Contudo, as especulações em torno do futuro político do prefeito não se restringem apenas a um projeto de longo prazo. 

Para se cacifar para 2022 e se tornar mais conhecido no interior é preciso uma vitrine. Tanto que o nome de Geraldo Julio é especulado para assumir a presidência nacional do PSB e também para ocupar uma secretaria no Governo do Estado. No entanto, tudo não passa de rumores.

Por enquanto, Geraldo Julio garante que seu foco são os próximos 30 dias de gestão do Recife - cidade que o gestor faz questão de expressar carinho toda a vez que cita. "Priorizar, sobretudo, esses 30 dias. Eu tenho alegria muito grande de ter sido prefeito da cidade onde nasci, cresci e onde moram meus filhos. Depois, tive a oportunidade, junto com Luciano (Siqueira, vice-prefeito), de ser reeleito pela população da cidade, pelo povo do Recife. Inclusive, com votação muito expressiva, a maior votação que já teve nessa cidade. Então, a responsabilidade é muito grande de poder governar a cidade em que você mora e participar das transformações da cidade. Ainda tenho 30 dias como prefeito e quero usar esses 30 dias para fazer tudo o que for possível para entregar ainda mais transformação", afirmou.

Nos últimos dias de sua gestão, mesmo diante do cenário eleitoral, Geraldo Julio fez entregas de antigas promessas de campanha. Entre elas, o ginásio do Geraldão, a requalificação do Teatro do Parque e o Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa. Obras que garantem um legado de peso ao gestor recifense assim que deixar a cadeira do Palácio do Capibaribe.

Não é à toa que seu nome ganha força para disputar o Governo do Estado. Mesmo com uma participação discreta na campanha de João Campos, Geraldo Julio conseguiu fazer seu sucessor e seu partido segue fortalecido para as eleições de 2022. A legenda elegeu 15 prefeitos a menos em comparação com 2016, saindo de 68 para 53 municípios, mas o PSB continua com o maior número de prefeituras entre os partidos pernambucanos. Também manteve o comando do Recife, sua prioridade, e venceu em cidades do interior que estavam há anos nas mãos da oposição, como Santa Cruz do Capibaribe, Gravatá e Garanhuns. 

Passada a campanha eleitoral, aliados fazem questão de exaltar a figura do prefeito. Mais um sinal de um projeto maior para 2022. João Campos rasga elogios ao aliado Geraldo Julio em toda a oportunidade que possui e negou ter escondido o prefeito em sua campanha. “Geraldo é uma pessoa trabalhadora, correta, fez um mandato de muitas entregas para a cidade do Recife, conseguiu realizar transformações importantes na nossa cidade. A gente tem agora o desafio de consolidar esses avanços, poder focar naquilo que precisa de mais intensidade. Eu tenho convicção de que a gente vai poder, com a confiança do povo recifense, fazer essa gestão de muitas entregas e realizações a partir do próximo ano” disse em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta terça-feira (1).

Veja também

Santa empata em 2x2 com o Itabaiana/SE pela pré-Copa do Nordeste
Futebol

Santa Cruz empata em 2x2 com o Itabaiana/SE

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores