Geraldo faz balanço da gestão e critica Bolsonaro: 'Governa de costas para o povo'

A falta de investimentos em políticas sociais e as medidas do governo de Jair Bolsonaro que atingem a população mais pobre do país foram alvo de questionamentos do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), na manhã desta quarta-feira (4), em entrevista exclusiva ao programa do Bocão na Rádio Folha (96,7) e à reportagem da Folha de Pernambuco. Geraldo apresentou diversas ações de sua gestão em contraponto ao Governo Federal.

"É um governo que tem uma posição muito clara contra o povo. Corta na educação, corta na assistencia social, reduz o orçamento do Bolsa Famíllia. Imagine só achar que em um tempo como esse de crise econômica e de desemprego vai diminuir o orçamento do Bolsa Família. É claro que isso vai empobrecer os mais pobres", apontou o prefeito. Segundo ele, o Recife tenta suprir essa ausência de políticas com programas de geração de renda como o Chegando Junto, onde as próprias mães são contratadas para cuidar dos filhos de toda a comunidade, num espaço de convivência com assistentes socais, enquanto os pais buscam o sustento da família.

"Acabou de fazer uma reforma da Previdência tirando do Regime Geral as pessoas do INSS que têm uma média de aposentadoria no Brasil de R$ 1.200,00. Então, reduzir remuneração de quem ganha R$ 1.200,00 não é resolver a situação do país, pelo contrário. Então é aumento da desigualdade, governando de costas para o povo. Um governo em que todos os posicionamentos são contra a população, sobretudo a população mais pobre. É por isso que a gente faz oposição, porque a gente é a favor do povo", afirmou.

Leia também:
Geraldo Julio destaca importância do debate sobre mudanças climáticas
'É uma eleição que vai discutir quem está com o povo e quem é contra', diz Geraldo Julio

O prefeito citou algumas medidas do governo Bolsonaro que afetam a população mais pobre, a exemplo do preço do gás e da carne, do sucateamento e aumento contínuo da passagem do Metrô do Recife, que é responsabilidade da União, dos cortes na assistência social, dentre outras."É por isso que a gente está fazendo ações concretas de ajudar a população a vencer um tempo em que o Governo Federal prometeu gerar emprego para todo mundo, disse que o Brasil ia entrar nos trilhos e a gente não está vendo esse emprego, não chegou emprego para ninguém e a gente está aqui lutando junto com a população", frisou o prefeito.

"É isso que vem de Brasília. De lá não vem emprego nem investimento em educação, saúde e assitência social, não vem nada. Então, diante desse quadro, com a crise prolongada e um governo federal que não está olhando para a população, a gente tem que cuidar das necessidades básicas das pessoas. É por isso que chega o nosso programa Chegando Junto. É olhar a realidade, o mundo reral. Vamos falar aqui do mundo real. Disseram lá em Brasília que não tem mais fome no Brasil. É de quem não conhece o país. É de quem não conhece a vida real que a gente sabe e vê nas ruas no Brasil inteiro", finalizou.

Balanço da gestão

Entre as realizações nos sete anos de governo, geraldo Julio citou a construção de 100km de ciclovias e ciclofaixas, aumentando em 300% a participação desse modal na cidade, a reforma da Avenida Conde da Boa Vista, que deve ser entregue até a metade de 2020, antecipando o prazo previsto inicialmente, a implantação do programa Ilumina Recife para combater a violência nos bairros, as ações nos morros, a Construção do Hospital do Idoso, com previsão de entrega em 2020, as Upinhas, a ampliação do número de Centro Comunitário da Paz (Compaz), entre outras ações.

"A gente tesá trabalhando para atender as demandas da população. Quando a gente faz um espaço de convivência que acolhe as crianças que estavam indo para o trabalho com os pais e em que a próprias mães são contratadas para esse espaço de convivência, a gente está cuidadando da vida daquela família e as ações são para isso. Para ajudar a vencer esse tempo de crise", disse. 

Segundo o prefeito, em 2020 a população do Recife poderá avaliar sua gestão e decidir se quer continuidade a esse projeto. "Naturalmente, durante o processo eleitoral as administrações são observadas. E a gente tem uma administração já fechando o 7º ano e iniciando o 8º ano com muito otimismo. Temos obras importantes para entregar como o Hospital Eduardo Campos, o Hospital da Pessoa Idosa, duas unidades do Compaz, obras nos morros, nas vias. Tem muita coisa acontecendo na cidade e isso tem deixado a gente muito animado para 2020", destacou geraldo.

Geração de Renda

Geraldo Julio destacou um projeto de geração de renda que está sendo desenvolvido na rede municipal de ensino e envolvendo as comunidades. "Se não tem emprego a gente está trabalhando para gerar renda para as pessoas. Por exemplo, nas escolas, a gente está pagando as pessoas do próprio bairro, o pai e a mãe do aluno que vai lá e ganha uma diária de 50 reais. A gente já está com 2000 pssoas que receberam diárias. Esse recusross faz circular a economia do bairro. Se tem serviço nas escolas quem vai fazer são essas pessoas que estão desempregadas", destacou.