Governadores do Nordeste cobram ao Ministério da Saúde a compra urgente da CoronaVac para crianças

Documento foi enviado ao ministro Marcelo Queiroga. Pernambuco tem 150 mil doses em estoque

CoronaVac, vacina produzida pelo Butantan - Divulgação/Governo de SP

O Consórcio Nordeste, em ofício assinado pelo seu novo presidente, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, cobrou ao Ministério da Saúde a compra urgente da CoronaVac para a vacinação infantil. 

O documento foi enviado ao ministro Marcelo Queiroga nessa quinta-feira (20), dia em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial do imunizante produzido pelo Institituto Butantan no Brasil para a aplicação em adolescentes de 6 a 17 anos.

"É incontornável a urgência de completarmos a vacinação de crianças e adolescentes no Brasil. Neste momento de severo agravamento do número de casos em decorrência da variante ômicron, [...] peço que o Ministério da Saúde realize compra das referidas vacinas já disponíveis no Instituto Butantan e proceda a distribuição entre os Estados conforme o Plano Nacional de Imunização", diz trecho do documento assinado por Câmara.

O presidente do Consórcio ressalta ainda que tal compra faz parte das "atribuições deste ministério". "Fazemos tal pedido como decorrência do compromisso na busca de soluções para a erradicação de tão terrível pandemia", completa o governador de Pernambuco.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), o Estado aguarda o Ministério da Saúde incluir a CoronaVac no Plano Nacional de Operacionalização (PNO) para utilizar a vacina na imunização do público infantil. Há cerca de 150 mil doses da CoronaVac nos estoques dos municípios que poderão ser destinadas para a aplicação em crianças.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do Ministério da Saúde para pedir um posicionamento em relação ao ofício enviado pelo Consórcio Nordeste. Em nota, a pasta federal informou que "avaliará a íntegra da decisão da Anvisa para definir a inclusão do imunizante no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19". 

1 milhão de doses por dia

Em nota divulgada na quinta-feira, o Butantan informou que "tem alta capacidade de fornecimento de mais doses se houver demanda" e cerca de 15 milhões de doses já disponíveis. O instituto alegou que possui capacidade para produzir 1 milhão de doses da CoronaVac diariamente. 

"Se houver novos contratos, estamos absolutamente preparados para atender, podemos entregar 10 milhões de doses em um prazo de uma semana a dez dias. Nós já fornecemos aos estados, como São Paulo, e estamos disponíveis para atendimento”, ressaltou o presidente do Butantan, Dimas Covas.

Veja também

Milan vence Sassuolo (3-0) e é campeão italiano pela 19ª vez
Italiano

Milan vence Sassuolo (3-0) e é campeão italiano pela 19ª vez

Prefeitura intensifica vacinação contra gripe e sarampo no Shopping Boa Vista
Recife

Prefeitura intensifica vacinação contra gripe e sarampo no Shopping Boa Vista