Governadores ensaiam posicionamento conjunto

Pascal Guyo/AFP

Nos bastidores, cresce a possibilidade de governadores realizarem uma reunião do fórum dos  gestores estaduais, por meio de videoconferência, para fechar um posicionamento unificado sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que deu permissão para estados e municípios comprarem, diretamente, vacinas contra a Covid-19. Os administradores querem fechar um posicionamento conjunto e não estaria descartada a possibilidade de adquirir imunizantes por meio do consórcio regional.

Com o avanço do vírus em Estados nordestinos, vários gestores tiveram que ampliar as restrições de circulação de pessoas e funcionamento do comércio, aumentando a pressão por respostas do Governo Federal. As incertezas sobre o cronograma do Ministério da Saúde, no entanto, deixam interrogações. Na última segunda-feira, o Fórum Nacional dos Governadores enviou ofícios para o Instituto Butantan e Fiocruz solicitando o cronograma detalhado de entrega de vacinas. As cobranças também foram mote de reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

“O ideal era que o Governo Federal avançasse na compra dos imunizantes, mas não está descartada uma compra conjunta”, afirma uma fonte do Palácio das Princesas, em reserva. Com a forte corrida mundial por vacinas, a leitura é que estados e municípios sozinhos não tem força para negociar, diretamente, com os laboratórios. Diante da situação, a necessidade de unificar o discurso e dar uma resposta para o agravamento da crise cresceu entre os gestores.

PT quer dobradinha no Congresso
Após o senador Humberto Costa (PT-PE) ser eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos no Senado, o deputado federal Carlos Veras (PT-PE) é o nome da sigla para ocupar o mesmo colegiado na Câmara. "Existe a possibilidade do PT ficar com essa comissão e, até agora, o único nome do partido é o meu", aposta.

DEFINIÇÃO > O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), convocou para a próxima segunda-feira (1) a reunião de líderes da Casa para definir a composição das comissões. Os colegiados serão instalados na próxima quinta-feira (4).

REAÇÃO >  Deputados e movimentos estudantis vão mobilizar uma campanha para pressionar o presidente Jair Bolsonaro a sancionar o projeto do líder do PSB na Câmara, Danilo Cabral (PSB-PE), que garante acesso à internet para alunos e professores na pandemia. Entrevista do líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), alertando que o projeto pode ser vetado por falta de recursos acendeu sinal de alerta dos defensores da proposta.

STAND-BY > Apesar da expectativa dos aliados, as tratativas para a reforma administrativa do governador Paulo Câmara (PSB) estão suspensas. Com o avanço da pandemia da Covid-19, o foco está voltado para as respostas do Executivo à crise do coronavírus, deixando as costuras políticas de lado.

ALIANÇA > Novo presidente do PDT no Recife, Fábio Fiorenzano, vai trabalhar para garantir a presença do PSB no palanque do presidenciável Ciro Gomes (PDT) em 2022. “Se fala que há uma procura do PSB por um outsider, mas acredito que nossas convergências vão falar mais alto”, aposta.

DISSIDENTE > Sobre o afastamento do deputado Túlio Gadêlha do partido, Fábio avalia: “O papel dele no PDT depende mais dele do que de mim. Eu vou cumprir o papel que me foi proposto”.

Veja também

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética
Atrito

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma
Graduação

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma