Guia eleitoral do Recife dá ressonância a farpas e propostas

Com o dia da eleição se aproximando, os candidatos a Prefeitura do Recife aproveitam o guia eleitoral para apresentar propostas aos eleitores, mas também para mandar mensagens e recados aos seus adversários. 

Por ordem de exibição, Carlos Andrade Lima (PSL) abriu o programa eleitoral da última sexta-feira. O prefeiturável se apresentou aos eleitores e destacou que é “nascido, criado e extremamente orgulhoso” do Recife. Andrade Lima também ponderou que “nunca foi político e nunca exerceu cargo público”. 

Na sequência, Marília Arraes (PT) dividiu o seu espaço com o ex-presidente Lula (PT) e destacou o programa Retomada, um auxílio popular que vai beneficiar os pequenos negócios das comunidades, os comerciantes de bairro e os trabalhadores informais. Lula, por sua vez, defendeu a parceria entre a prefeitura, o governo estadual e o governo federal para o desenvolvimento econômico do município. 

João Campos (PSB), por sua vez, exibiu um vídeo exaltando “a mania de grandeza” e o “orgulho” do recifense. O material trouxe mensagens para o “povo pensar duas vezes antes de falar mal da cidade”. As citações de João e Carlos foram vistas como indiretas a candidata Pátrícia Domingos (Podemos), que vem encarando críticas dos adversários por mensagens nas suas redes sociais, publicadas há mais de 10 anos.

O socialista também citou projetos do município, implantados durante as gestões do PSB na Capital, como o Compaz, ProUni Municipal, Passe Livre, Hospital da Mulher Municipal e o Hospital do Idoso. 

Já Mendonça Filho (DEM) falou sobre o projeto Rede Ciranda, que promete oferecer 10 mil novas vagas de creches no Recife com a ampliação da rede própria e parceria com instituições conveniadas. 

“Isso não é uma promessa. Eu sei como faz e conheço o caminho”, disse o democrata. Mais uma vez, a vice Priscila Krause (DEM) dividiu o protagonismo do programa eleitoral  com Mendonça Filho. 

Depois, foi a vez de Charbel (Novo), que falou sobre ações para a saúde. “Vamos zerar a fila de exames, consultas e cirurgias eletivas estabelecendo parcerias com a iniciativa privada para atender a população”, disse o candidato. Já o Coronel Feitosa abordou o tema da segurança pública e citou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O chefe do Executivo federal não declarou apoio a nenhum candidato no Recife até o momento. 

Por fim, a Delegada Patrícia (Podemos) disse que “dobradinha do PT e PSB” recebeu o “apoio de velhos aliados” e que essa reação só a deixa “mais forte”. A declaração faz referências aos ataques que sua campanha acabou sofrendo dos últimos dias, por parte de lideranças do campo da direita. Ela voltou a citar as pesquisas eleitorais para indicar que pontua bem em simulações de segundo turno.

 

Veja também

'Se morrer, quero voltar a nascer e ser Diego Armando', disse Maradona
Luto

'Se morrer, quero voltar a nascer e ser Diego Armando', disse Maradona

Senado aprova nova lei de falências e recuperação judicial
economia

Senado aprova nova lei de falências e recuperação judicial