Guia eleitoral dos candidatos a prefeito do Recife tem tom mais propositivo

Da mesma forma que os candidatos à Prefeitura do Recife têm utilizado as agendas de rua para apresentar os seus projetos para a cidade, os postulantes têm adotado, em grande parte, um tom propositivo nos seus guias eleitorais. No material exibido na noite de ontem, a maior parte dos prefeituráveis seguiu essa estratégia.

Com mais uma mensagem do ex-presidente Lula (PT), Marília Arraes (PT) abriu o programa e apresentou aos recifenses o Programa Palafita Zero. Segundo a petista, o objetivo é "tirar as pessoas das palafitas, moradia que voltou a aparecer na cidade nos últimos anos, e concluir a construção dos habitacionais que estão parados". Lula, por sua vez, lembrou que a sua “passagem pela Presidência da República tem como primeiro grande marco a ida a Brasília Teimosa e o compromisso assumido e cumprido de dar aos moradores das palafitas uma residência e vida com dignidade às pessoas."

Na sequência, por ordem de exibição, João Campos (PSB) abriu o seu guia com “comparativos” sugerindo, entre outras coisas, que, enquanto os seus adversários utilizam “perfil falso”, ele faz o “olho no olho”; enquanto sofre “ataques”, ele apresenta “ideias”; enquanto os demais buscam a “polarização”, ele busca o “diálogo”.

Além disso, João usou o espaço para dizer que se sente preparado para o desafio de administrar a cidade e que sabe que a atual gestão municipal “já fez muito”, mas que “sempre vai ter o que fazer”.

Já Mendonça Filho (DEM) voltou a falar sobre o Programa Conte Comigo, cujo objetivo é fortalecer o trabalho de combate às drogas junto a igrejas, associações e órgãos que atuam na prevenção e recuperação de usuários. Além disso, a proposta também prevê a realização de parcerias com a iniciativa privada para oferecer vagas de trabalho aos jovens recuperados. No seu programa, mais uma vez, o democrata revisou a sua trajetória política e defendeu parcerias com o Governo Federal.

Charbel (Novo), por sua vez, prometeu extinguir metade das secretarias da Prefeitura e contratar gestores por processo seletivo. O Coronel Feitosa (PSC) falou sobre o programa Auxílio Cidadão Verde Amarelo, que dará um benefício no valor de R$ 120 a famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza no município.

A Delegada Patrícia (Podemos) reforçou, em seu programa eleitoral, que a sua gestão a frente da Prefeitura do Recife será de combate à corrupção e prometeu “cortar secretarias e gastos desnecessários” e investir o dinheiro em educação, saúde, segurança e saneamento.

Por fim, o candidato Carlos Andrade Lima (PSL) exibiu um material destacando a importância do auxílio emergencial pago pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), durante a pandemia do novo coronavírus e evidenciou o seu projeto para “abrir linhas de crédito para que as pessoas montem suas próprias creches nas comunidades” - com a supervisão da Prefeitura, que também será a responsável pelo custeio das crianças nas creches.

“Mais uma vez unimos o poder público e a comunidade”, disse o prefeiturável, em sua propaganda eleitoral.

Veja também

TSE faz testes preparatórios para segundo turno das eleições
eleições

TSE faz testes preparatórios para segundo turno das eleições

Bárbara Paz retrata em 'Babenco' o artista e o homem na intimidade
cinema

Bárbara Paz retrata em 'Babenco' o artista e o homem na intimidade